Parentes de mentira

Parceria de 13 Reasons Why fará série sobre a indústria japonesa de família de aluguel

Divulgação/Netflix

Katherine Langford na segunda temporada de 13 Reasons Why; produtoras da atração farão série inusitada - Divulgação/Netflix

Katherine Langford na segunda temporada de 13 Reasons Why; produtoras da atração farão série inusitada

REDAÇÃO - Publicado em 25/05/2018, às 17h35

As produtoras Paramount Television e Anonymous Content, que já se uniram para lançar o sucesso 13 Reasons Why, farão uma série inusitada, inspirada na indústria japonesa de famílias de aluguel. A trama usará como base um artigo da revista norte-americana The New Yorker, publicado no mês passado, que detalha como funciona esse sistema curioso.

A prática de contratar gente para fingir ser um parente, como as carpideiras (mulheres que choram em funerais), não é nova. Mas no Japão, o serviço de família de aluguel se tornou popular nos anos 1990, pela necessidade de homens solteiros se apresentarem em eventos sociais acompanhados. A mulher contratada se comportava como se fosse casada com o cliente.

O artigo foca em Yuichi Ishii, fundador da Family Romance (Romance Familiar). Existem mais de 1.200 atores freelancers que trabalham para ele. O serviço mais requisitado são "casamentos", que representam 70% do faturamento da empresa.

O próprio Ishii já se passou por marido de suas clientes em muitas ocasiões. Segundo o empresário, de 2009 até hoje, ele interpretou o papel para cem mulheres. Cerca de 60 foram trabalhos que duraram um período de tempo mais longo. Em um determinado momento, Ishii era "casado" com dez mulheres ao mesmo tempo.

Isso fez com que ele ficasse sobrecarregado e resultou em uma determinação aos seus funcionários: nenhum ator pode viver mais de cinco papéis simultaneamente.

Nas contratações que envolvem relações amorosas (maridos, mulheres ou namorados), não é permitido que o cliente fique a sós com o contratado. Se há contato físico? No máximo, mãos dadas.

Leque de opções
Ainda não há nome definido, previsão de estreia ou o gênero da nova produção. Steve Golin, de Mr. Robot e True Detective, será um dos produtores-executivos. As produtoras estão em busca de um roteirista.

Ainda restam muitos detalhes para acertar, mas não faltará inspiração durante a criação da trama. É possível tanto fazer algo mais cômico como dramático.

Ishii, por exemplo, há anos é o pai de mentira de uma adolescente que sofria bullying na escola por ser filha de mãe solteira. O ator/empresário ganhou o nome de Inaba e passou a bancar uma figura paterna da garota. Até hoje, a mãe não teve coragem de contar para a filha que contratou um homem para fingir ser o pai dela.

O texto da New Yorker ainda destaca atrizes em forma (enxuta) que são contratadas para substituírem mulheres gordas. A tática vai do marido que deixa a mulher acima do peso em casa para sair com a magrinha de aluguel a pais que não querem ver o filho ser zoado entre os amigos por ter uma mãe acima do peso.

Parceria de sucesso
Além de 13 Reasons Why, a Paramount Television e a Anonymous Content também produzem outras séries, como Berlin Station (FX), The Alienist e Maniac; a segunda está disponível na Netflix e a terceira estreia na plataforma ainda neste ano.

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook