Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RAIO NEGRO

Nova série de super-herói negro tem vilão albino e denuncia violência policial

Fotos: Divulgação/The CW

Cress Williams interpreta o herói Raio Negro na nova série: mais crítica social, menos ação - Fotos: Divulgação/The CW

Cress Williams interpreta o herói Raio Negro na nova série: mais crítica social, menos ação

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 23/1/2018 - 5h33

Depois de usar alienígenas e superpoderosos como metáforas para discutir preconceito e imigração em Arrow, Flash e Supergirl, o produtor Greg Berlanti deixa a sutileza de lado com Raio Negro, sua nova produção sobre super-heróis da DC Comics. Com um negro no papel principal e um vilão albino, a série coloca o dedo na ferida ao abordar racismo e violência policial.

O primeiro episódio de Raio Negro, que chega hoje (23) à Netflix, mostra como o herói volta à ativa depois de anos sem vestir seu uniforme ou usar seus poderes. Seu alter ego, Jefferson Pierce (Cress Williams), decidiu se aposentar depois de sua mulher (Christine Adams) pedir o divórcio, cansada de ver o marido arriscar a vida.

Porém, Pierce precisa voltar à ativa depois que sua filha caçula, Jennifer (China Anne McClain), se envolve com o membro de uma gangue e a segurança dela é comprometida. Para proteger a família, Raio Negro cancela sua aposentadoria e descobre que, mais do que seus parentes, toda a comunidade precisa de ajuda.

Quem espera uma série repleta de cenas de ação pode se decepcionar: o herói só veste sua roupa e parte para o ataque nos últimos sete minutos do episódio. O resto do tempo é dedicado à construção da história e à crítica social.

Logo no início, por exemplo, Jefferson está dirigindo seu carro quando é parado pela polícia, que procura o ladrão de uma loja. Mesmo vestido com terno e gravata, e em um veículo de luxo, ele é algemado pelos policiais (brancos) e levado com violência para ser reconhecido pela vítima. Quando é liberado, não ouve sequer um pedido de desculpas pela brutalidade.

Marvin "Krondon" Jones 3º vive o vilão Tobias Whale

O vilão albino é Tobias Whale, interpretado pelo rapper Marvin "Krondon" Jones 3º. Ex-político de grande influência na cidade, cresceu no poder usando a corrupção a seu favor. Depois de ser denunciado, trocou o poder oficial pelo das ruas, liderando a gangue d'Os 100, que manda na região.

De acordo com o produtor Greg Berlanti, a série do Raio Negro se passa em um universo à parte de suas outras séries. Portanto, o herói negro não deve se juntar a Flash, Supergirl e companhia nos grandes eventos anuais que reúnem dezenas de heróis. Porém, um boletim televisivo faz referência a pessoas com superpoderes em outras cidades, preparando o terreno para um eventual crossover.

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas