Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

THE ROOKIE

Atriz de série policial nos EUA pede demissão após sofrer racismo e assédio

Divulgação/ABC

Afton Williamson em cena da primeira temporada da série The Rookie: abusos nos bastidores - Divulgação/ABC

Afton Williamson em cena da primeira temporada da série The Rookie: abusos nos bastidores

REDAÇÃO

Publicado em 4/8/2019 - 13h10

Afton Williamson, que interpretou a policial Talia Bishop na primeira temporada do drama The Rookie, não voltará para o segundo ano da atração estrelada por Nathan Fillion (de Castle). De acordo com a atriz, ela preferiu pedir demissão depois de denunciar racismo, bullying e assédio sexual na série e nada ser feito sobre suas acusações.

Em um desabafo feito em seu Instagram neste domingo (4), Afton alegou que desde a gravação do piloto (o primeiro episódio de uma série, feito como um teste para saber se a atração será produzida ou não), ela vivenciou situações de discriminação racial. "Também ouvi comentários nada apropriados da equipe de cabeleireiros e sofri bullyind dos produtores-executivos", escreveu.

"Ao longo da temporada, a situação piorou e fui vítima de assédio sexual de um ator recorrente. E os comentários racistas dos cabeleireiros se transformaram em agressão sexual na festa de encerramento [das gravações]", continuou.

Afton contou que informou o showrunner da série, Alexi Hawley, sobre o que havia sofrido. "Ele não fez nenhum registrou nem repassou o problema para o departamento de Recursos Humanos, como havia prometido. O chefe dos cabeleireiros só foi demitido depois da agressão sexual, e não por causa de um ano inteiro de comentários racistas e bullying."

A atriz alegou ainda que ninguém nunca investigou nenhuma das denúncias feitas por ela. "A única vez que me chamaram para participar da investigação foi quando pedi uma reunião com os executivos assim que anunciaram que teríamos uma segunda temporada. Meu agente e um representante do sindicato também estavam presentes, e ficou claro para todos ali que o showrunner não havia passado minhas acusações adiante", reclamou.

"Depois que eu fiz a primeira denúncia de assédio sexual, me informaram que o ator em questão iria ser demitido. Mas também pediram que eu gravasse com ele no dia seguinte, porque o roteiro já estava escrito. Esse ator voltou a participar da série no fim da temporada, e eu tive que gravar cenas com ele."

"Quando eu questionei o showrunner, ele admitiu que o ator não havia sido demitido e que ele não tinha envolvido o RH no problema. Pediram para que eu voltasse para a segunda temporada e garantiram que 'tudo estaria resolvido'. A investigação ainda nem começou e já estavam gravando os novos episódios. Então, decidi sair", explicou ela.

"Agora é a melhor época para ser uma mulher, e eu tenho essa plataforma então chegou a hora de usar a minha voz. A minha força vem de dentro, e vem de Deus", encerrou a atriz.

A ABC, que exibe a série nos Estados Unidos, não comentou as acusações de Afton Williamson. A segunda temporada de The Rookie tem estreia prevista para 29 de setembro nos EUA. No Brasil, a série é exibida no Universal TV.

Confira o post com o desabafo de Afton Williamson (em inglês):

Ver essa foto no Instagram

I will not be returning for Season 2 of The Rookie. I owe it to you my amazing fans to share the Truth. Throughout the filming of the pilot, I experienced Racial Discrimination/Racially Charged inappropriate comments from the hair department and bullying from Executive Producers. During the Season, it continued along with Sexual Harassment from a recurring guest star and the racist commentary & bullying from the Hair Dept. Head escalated into Sexual Assault at our Wrap party.The Sexual Harassment though reported directly to the Showrunner/EP remained undocumented and was not reported to HR as promised. The Hair Dept. Head was fired ONLY after the sexual assault and NOT for an entire year of outward racism/racially charged language and bullying behavior in and out of the Hair and Makeup trailer. HR protocol was never adhered to following the above reports given by me to my Showrunner/EP and an investigation was never issued for any of my claims. The only time I was asked to participate in an investigation was after a meeting I called in June following our Season 2 announcement. This meeting included the Showrunner and two other producers as well as my agent and SAG-AFTRA Union Rep. It was clear to all present in the meeting that the Showrunner had not shared my reports with the any of the producers. After my initial report of sexual harassment, I was assured that the actor would be fired. I was also asked to film with him the very next day as a courtesy to the script, even though we had not begun filming the episode yet. This actor reappeared on our call sheet at the end of the season, I was even written in scenes with him. I asked the Showrunner about this and he admitted to me that the actor had not been fired nor had he gotten HR involved. I was asked to return this season, and promised that “everything was handled.” The investigation hadn’t even begun and Season 2 had already started filming. I turned it down and I walked. Now is the best time in the world to be a woman and I have a platform so it’s time to use my Voice. Strength comes from within. It comes from Above. “Greater is He that is within Me than he that is in the world” ❤️🙏🏽

Uma publicação compartilhada por Afton Williamson (@therealaftonw) em

Prêmio NTV Melhores do ano

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas