Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Verdades Secretas

Visky leva surra de Roy, fica todo quebrado e é acusado de assédio

Reprodução/TV Globo

O ator Rainer Cadete (Visky) em cena da novela das onze da Globo, Verdades Secretas - Reprodução/TV Globo

O ator Rainer Cadete (Visky) em cena da novela das onze da Globo, Verdades Secretas

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 24/8/2015 - 21h59
Atualizado em 26/8/2015 - 5h00

Roy, personagem de Flávio Tolezani em Verdades Secretas, vai dar uma surra em Visky (Rainer Cadete). O namorado de Larissa (Grazi Massafera) irá à agência de modelos pedir trabalho e surtará ao ouvir um "não" do booker. Visky jogará na cara do viciado que ele cheira mal. "Não me dá trabalho porque está me cantando, bicha asquerosa", acusará o dependente químico, partindo para a agressão. Lourdeca (Dida Camero) tentará ajudar o "amigo" e também apanhará. Roy só vai parar de bater no booker ao ser contido por três modelos.

Fanny (Marieta Severo) chegará nessa hora e não vai acreditar em Visky. Ela também dará duas bofetadas nele, que ficará arrasado com a surra e por ser vítima de preconceito. "Pra aprender a não cantar os modelos. Era óbvio que aquele rapaz estava metido com droga. Prometeu porque queria dar em cima, traste. A agência está mudando de padrão, Libélula. Eu exijo seriedade! Respeite a agência como respeita a mim", vai ordenar ela.

Essa sequência está prevista para ir ao ar dia 3. Como Larissa não conseguirá mais arrumar trabalho, Roy resolverá ir à agência para ver se consegue um. "Eu sou o Roy, namorado da Larissa, lembra? Eu vim falar de trabalho. Você prometeu me dar trabalho", dirá o viciado.

"Prometi? Ah, dá licença, eu estou megaocupado. Tem um superdesfile pra fazer do Maurice Argent [Fernando Eiras], dois catálogos da Like, e pintou mais um de uma supergrife", contará Visky. Diante da resposta, Roy insistirá e acabará levando um "não". 

"Com essa cara? Aqui, não, entendeu que não tem lugar pra você? Meu amor, olha pra você, você está um lixo. Cheira mal, o cabelo grudado, a pele amarela, cara de quem está na droga direto. Nem aqui nem em nenhuma agência tem lugar pra você", falará Visky.

O namorado de Larissa vai alegar que sabe que é um "tipão". "Diz a verdade, está querendo me pegar. Está me cantando?", soltará ele. "Talvez com um banho de chuveiro, e outro de loja você fizesse meu tipo", responderá Visky. 

Lourdeca perceberá que Roy está ficando cada vez mais alterado e tentará intervir, mas o booker não deixará. O namorado de Larissa vai chamar Visky de bicha asquerosa e lhe dará um soco. "Ai, ai. Doeu", gritará a "Libélula".

Agressão

Roy ficará pirado, afirmará que é um profissional e que não está ali para levar cantadas de gays. Visky vai tentar se safar dele, mas o dependente químico o agarrará e dará uma surra. "Socorro! Socorro", gritará Lourdeca, que ao partir para cima de Roy será jogada longe, de acordo com o roteiro entregue aos atores. 

"Ele vai me matar", dirá Visky. Sam (Felipe de Carolis) chegará com outros modelos e levará um safanão ao tentar conter o namorado de Larissa. Os três modelos juntos vão conseguir tirar Roy de cima de Visky, dizendo que vão chamar a polícia. Fanny ficará apavorada ao ouvir isso. "Ele me agrediu, Absoluta, me bateu sem motivo porque eu disse que não tinha trabalho pra ele", contará o booker.

Roy continuará afirmando que foi vítima de assédio sexual. Visky negará. "Rapaz, saia daqui agora, ou serei obrigada a realmente chamar a polícia", ameaçará a dona da agência. "Eu sou namorado da Larissa. Podia falar do book rosa", responderá o viciado.

"E eu falo que você usa crack. Está na cara. Digo que veio traficar aqui na agência. Fora", vai disparar Fanny. Roy sairá chutando o que estiver em seu caminho. 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.