Sexo de luxo

Segundo Sol faz upgrade em bordel com convênio médico e 'pegada' BBB

Fotos: Reprodução/TV Globo

Garotos e garotas de programa se exercitam na academia da casa de Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol - Fotos: Reprodução/TV Globo

Garotos e garotas de programa se exercitam na academia da casa de Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 06/06/2018, às 06h25

O bordel de O Outro Lado do Paraíso parece coisa do século passado se comparado à agência de sexo pago de Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol. Os garotos de programa da atual novela das nove da Globo desfrutam de benefícios que muito trabalhador não tem, como convênio médico, dentista e aulas de inglês. E vivem numa casa com uma "pegada" de Big Brother Brasil. Os bonitões flertam, fofocam, se divertem e até brigam na academia, na piscina ou na sauna da mansão da cafetina.

O upgrade no bordel de uma novela das nove para outra foi enorme, já que as "meninas" de Leandra (Mayana Neiva) nem alfabetizadas eram e ainda viviam à espera do príncipe encantando, caçando a todo custo um homem para se casar. Além da tecnologia e do conforto, o time de Laureta tem comportamento descolado. 

Para a atriz Letícia Colin, Segundo Sol aborda o sexo de uma forma menos hipócrita. "É um olhar com mais coragem. Muita gente critica e julga, mas a indústria do pornô tem mais acessos on-line do que Twitter, Instagram e Facebook juntos. Precisamos falar sobre isso", diz a atriz de 28 anos, intérprete de Rosa, a prostituta mais cobiçada da trama.

Casa de Laureta (Adriana Esteves) tem sempre mesa farta; cozinheira faz pratos típicos

Letícia assistiu a palestras e teve acesso a pesquisas sobre prostituição durante sua preparação para a novela. Sua personagem representa jovens que entram no mercado do sexo conscientes daquilo a que vão se submeter. Vai errar muito, mas será forte e não se fará de vítima.

"Ela é uma mulher sensual, sem pudor. Ela é muito segura, e eu acho que isso é muito encantador na história dela", diz a atriz, que já tem 20 anos de carreira.

Negócio lucrativo
Laureta não tem nada de generosa. Oferece vários benefícios aos garotos que agencia porque seu bordel é uma empresa muito lucrativa. Mantém uma boa infraestrutura porque é esse o nível dos clientes de alto padrão que atende.

São homens e mulheres que pagam cachês polpudos, dos quais a cafetina fica com 50%. Muitos são gringos e, por isso, ela faz todo mundo aprender inglês.

Fofoca, flertes e brigas rolam na piscina da mansão; cenas têm uma "pegada" de Big Brother   

Em contrapartida, Laureta cobra que seu "elenco" (ela diz que não tem funcionários, mas um casting) seja pontual nos programas, tenha excelente cuidados de higiene e não se envolva amorosamente nem sexualmente entre si. Rosa e Ícaro (Chay Suede) não conseguiram respeitar essa última regra.

"Onde se ganha o pão não se come a carne", alardeou a cafetina logo no início da segunda fase da trama. Porém, ela mesma faz o contrário do que diz e está fissurada pelo filho de Luzia/Ariella (Giovanna Antonelli)

Tantas taças de champanhe, festas e pegação, somadas aos benefícios, valorizam a prostituição como o "emprego dos sonhos". Mas a novela está só no começo e a "casa" dos garotos de programa de Laureta pode cair a qualquer momento. A parte difícil do trabalho na prostituição ainda não foi mostrada.

Últimas de Segundo Sol

Resumos semanais

Resumo da novela Segundo Sol: Capítulos de 18/8 a 1º de setembro

Sábado, 18/8 (Capítulo 84)
Luzia implora a Beto que se afaste. Karola e Remy fazem amor. Agenor conta para Doralice que Ionan será pai do filho de Maura. Doralice arma um escândalo com o marido. Ionan volta para a ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook