Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Capítulos de 3 a 7/8

Os Dez Mandamentos: Moisés volta ao Egito e sofre pela morte do pai

Reprodução/Record

Guilherme Winter (Moisés) em cena de Os Dez Mandamentos; ele voltará ao Egito para salvar seu povo - Reprodução/Record

Guilherme Winter (Moisés) em cena de Os Dez Mandamentos; ele voltará ao Egito para salvar seu povo

REDAÇÃO

Publicado em 31/7/2015 - 17h43
Atualizado em 2/8/2015 - 4h55

RESUMO: Moisés (Guilherme Winter) e Arão (Petrônio Gontijo) voltarão ao Egito e terão um encontro emocionado com seus pais, Anrão (Paulo Gorgulho) e Joquebede (Denise Del Vecchio). Mas a mulher ficará surpresa ao tentar acordar o marido na manhã seguinte e perceber que ele está morto. No enterro do pai, Moisés contará ao povo que recebeu o chamado de Deus para salvá-los

Segunda, 3/8 (Capítulo 96)

Diante dos quatro Amalequitas, Arão se controla para não partir para briga e Moisés tenta manter a calma, entrega o anel e oferece comida aos assaltantes. Henutmire confessa que ainda sente falta do filho. Ahmós insiste em ter Safira como uma de suas dançarinas, a jovem fica irritada e ameaça ir embora. Paser não consegue esconder a preocupação e confidencia a Simut que está muito espantado com a atitude de Nefertari em querer se livrar de Ana. Karoma fica surpresa ao ouvir a rainha pedindo para preparar Ana para Ramsés. Ana se desespera ao receber a notícia de que terá que se deitar com Ramsés. Bakenmut repara na felicidade do rei. Apesar de ter mandado Karoma preparar Ana, Nefertari está decidida em não deixar que Ramsés se deite com a dama. Apuki se alegra ao receber a notícia de que Ana foi escolhida pelo rei. Nefertari tenta disfarçar os ciúmes diante de Ramsés, que está ansioso e feliz pela noite. Dando continuidade ao seu plano, Nefertari se mostra atenciosa com Ana e tenta animar a jovem oferecendo a ela uma bebida. Ana termina de beber e é conduzida pela própria rainha até Ramsés. O faraó fica encantado com a beleza de Ana. Percebendo o medo da dama, ele oferece uma taça de vinho e a jovem desmaia. 

Terça, 4/8 (Capítulo 97)

Ramsés vê Ana desmaiada e manda chamar Paser e Nefertari. Abigail fica emociona ao ouvir de Zelofeade que Moisés é o salvador. Rancorosa, Bina exige que Corá lave a louça e critica o trabalho do marido. Corá se revolta com a postura da mulher e a humilha. Enquanto trabalha, Safira é observada por Apuki, que se aproxima da moça na intenção de levá-la paro o quarto. De forma seca, Safira recusa a proposta e avisa que está lá apenas para fazer a limpeza. Na tentativa de fazer Safira uma dançarina, Ahmós obriga Karen a se juntar ao plano dele e acusa Safira de roubo. No trabalho da confecção dos cestos, Miriã entoa uma música em hebraico, emocionando Eliseba e Joquebede que cantam também. Enquanto caminham, Arão fica animado com a proximidade da chegada ao Egito. Na ansiedade de reencontrar a família, eles encontram forças em continuar a caminhada sem descanso.

Quarta, 5/8 (Capítulo 98)

Firmes no objetivo, Moisés e Arão observam a cidade diante deles. Ramsés se mostra irritado com a demora na recuperação de Ana. Agindo de forma cínica, Nefertari tenta acalmar o marido, mas Ramsés não está disposto a esperar por mais tempo e desiste da dama. Ainda muito debilitada, Ana recebe os cuidados de Paser, enquanto Simut e Karoma ficam preocupados. Karen traz uma bela roupa sensual para Safira e tenta convencê-la a aceitar o trabalho e ela fica sem escolha. Em conversa com Ramsés, Meketre recebe a notícia que Ana adoeceu. Karoma conta a Simut que Ana não quer tomar a mistura com medo de ter que se deitar com o rei. Simut fica preocupado e alerta sobre a gravidade da situação. Enquanto trabalha, Anrão passa mal mais uma vez, causando preocupação em Eldade e Zelofeade. Moisés e Arão entram na cidade com os rostos cobertos para não serem reconhecidos. Enquanto caminha, espantado com as obras e estátuas de Ramsés, Moisés esbarra em Yunet e se assusta com o estado dela. Leila conta a Uri que Bezalel deseja ir embora do palácio. Paser conversa com Nefertari sobre Ana. Ele fica assustado com a falta de compaixão da filha e, percebendo que foi longe demais, Nefertari se desculpa. Joquebede tem uma grande surpresa ao atender a porta e encontrar Moisés. Anrão chega do trabalho junto com os netos e repara na euforia de Miriã e Joquebede. Moisés aparece e surpreende o pai, que fica emocionado.

Quinta, 6/8 (Capítulo 99)

Anrão e Moisés se abraçam muito emocionados. Hur se mostra orgulhoso com a decisão de Bezalel e avisa que será necessário cuidado ao falar com o rei antes de deixar o palácio. Bina tenta impedir Corá de sair de casa e é humilhada pelo marido. Bezalel interrompe a briga dos pais e fala para Uri que agora precisa seguir o caminho que acha certo. Leila se emociona com as palavras, mas Uri não aceita a decisão do filho. Ramsés e Nefertari falam do triângulo amoroso do passado. O rei confessa sentir falta de Moisés, mas ela fica incomodada quando o marido brinca com um possível novo amor na vida do hebreu. Ahmós tenta convencer Safira a receber seu primeiro cliente. Diante da recusa da jovem, ele se mostra compreensivo, mas Apuki, Jairo e os demais frequentadores lamentam. Interessado em conhecer melhor o tio, Oseias inicia uma conversa com Moisés e se mostra disponível em ajudar no que for preciso. Ao acordar, Joquebede faz um afago no marido e percebe algo estranho, Anrão não acorda. Miriã, Moisés e Oseias se assustam com o grito vindo do quarto e levam um choque ao perceber que Anrão está morto. O patriarca é sepultado sob uma forte emoção. Bina reage surpresa ao ver Arão. O escravo hebreu faz um discurso que emociona a todos. Ele fala sobre os motivos de sua fuga do Egito e revela que Moisés está ali. Moisés olha para o povo e fala que Deus o enviou para libertar os hebreus da escravidão. Espantados, os presentes se comovem com a fé de Moisés.

Sexta, 7/8 (Capítulo 100)

Diante dos hebreus que prestam as últimas homenagens a Anrão, Moisés conta para todos sobre a sua verdadeira origem e revela a seu povo o chamado de Deus. Corá intervém no discurso de Moisés e diz não acreditar que ele é o libertador dos hebreus. Arão convoca os anciãos e os demais hebreus para explicar como tudo aconteceu. Tais e Judite vão até o palácio para visitar Ana, que permanece muito fraca. Bezalel se despede de Uri e o deixa contrariado com a sua decisão de sair do palácio. Os hebreus voltam para o trabalho e Apuki fica enfurecido com a demora dos escravos. Nadabe enfrenta Apuki ao ouvir o feitor desdenhar de Anrão. Outros escravos se juntam a Nadabe e formam uma parede humana. Paser conversa com Ana e diz que ela deve tomar a medicação, ou poderá morrer. Ana aceita a fórmula do sacerdote e implora para a mãe tira-la do palácio. Bezalel pede permissão a Ramsés para deixar o palácio e deixa o faraó contrariado. Karen diz para Safira que ela tem jeito para trabalhar na Casa de Senet, mas a novata fala que prefere fugir a virar prostituta. Cínica, Nefertari diz a Tais que, se é da vontade de Ana, a dama pode deixar o palácio. Nefertari comemora a saída de Ana do palácio. Zelofeade conta a Bezalel que Moisés voltou para libertar os hebreus e deixa o rapaz radiante. Os hebreus se reúnem para ouvir as palavras de Moisés a Arão, que se colocam diante do povo. Para provar que diz a verdade, Moisés joga seu cajado no chão, que se transforma em serpente, deixando todos maravilhados.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de Os Dez Mandamentos


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas