Corpo encontrado

Onde Nascem os Fortes: Vítima de armação, Pedro é acusado de matar Nonato

Reprodução/TV Globo

Pedro (Alexandre Nero) será acusado de crime por delegado e juiz em Onde Nascem os Fortes - Reprodução/TV Globo

Pedro (Alexandre Nero) será acusado de crime por delegado e juiz em Onde Nascem os Fortes

REDAÇÃO - Publicado em 29/05/2018, às 09h22

Pedro (Alexandre Nero) será vítima de uma armação de Plínio (Enrique Diaz) e Ramiro (Fábio Assunção) para levar a culpa pela morte de Nonato (Marco Pigossi) em Onde Nascem os Fortes. Após Cássia (Patricia Pillar) encontrar o corpo do filho enterrado em uma propriedade do empresário, o delegado e o juiz comentarão sobre as provas que conseguiram produzir contra o inimigo e darão como certa sua prisão.

O corpo do ciclista estará em uma cova cavada recentemente, e os restos mortais revelarão que o irmão de Maria (Alice Wegmann) foi executado com um tiro na cabeça. A engenheira chegará até o local após uma denúncia anônima.

"Eu sei onde seu filho está enterrado", dirá uma mulher ao telefone. A personagem é uma prostituta que já apareceu em uma cena de orgia e uso de drogas com Plínio. Assustada, Cássia retrucará pelo celular. "E como você sabe que o meu filho está morto?".

"Porque eu vi. Você está procurando no lugar errado. Se quiser, eu digo onde enterraram seu menino", afirmará a mulher. "Nos fundos de uma mina. Em Pedreira das Almas. Perto de um pé de umbu. É uma mina de Pedro Gouveia. Chegue no pé de umbu e dê cinco passos na direção da estrada. Pode cavar que vai encontrar o corpo de seu filho", emendará.

A prostituta desligará. Ela estará em um telefone público com o delegado ao seu lado. "Segredo nosso", falará Plínio. "Não comento nem com a minha sombra. Se precisar que eu telefone de novo é só avisar", responderá a garota de programa.

A mãe de Maria gritará de dor ao ver o rosto do filho, já deteriorado. "Mataram meu menino", falará Cássia. A polícia será acionada, e o boato se espalhará por Sertão. Pedro aparecerá em cena nervoso, afirmando que não matou o ciclista. Diante de Ramiro e Plínio, Cássia esbravejará. "Se tivesse feito seu trabalho direito, pelo menos Maria estaria aqui. Chorando, mas do meu lado", dirá a personagem de Patricia Pillar.

O roteiro indica que nesse momento Plínio trocará um olhar de cumplicidade com Ramiro. "Pela minha experiência, o que levou ao óbito foi um tiro na cabeça. Isso é característico de execução. Vamos investigar, os peritos vão dar o laudo mais completo. A senhora tem ideia de quem ligou avisando do corpo?", perguntará o delegado. "Uma mulher, não disse quem era. O que importa é quando o senhor vai prender o assassino de meu filho", reclamará a engenheira.

Nova troca de olhares entre Plínio e Ramiro é indicada no roteiro após essa fala. Agora, sinalizando o incômodo dos dois. Depois de ouvirem as queixas de Cássia, eles ficarão a sós.

"Mulher braba. Cuidado, doutor Ramiro, se ela descobre o que realmente aconteceu...", soltará o delegado. "Você está preocupado? Eu não estou, nem um pouco", comentará o juiz, que conseguirá um mandado para que o aliado faça uma perícia no carro dos seguranças de Pedro.

Rosinete (Débora Bloch) ligará para o marido assim que a polícia aparecer. "Plínio está dizendo que, na noite em que o irmão de Maria desapareceu, ele foi levado no carro dos seus seguranças", informará a mulher do empresário. "Tenho motivo para me preocupar com essa perícia? Não sei o que pensar. Você não me diz nada, o corpo apareceu na sua mina", ela perguntará.

"Foi uma armação. Alguém quer me ferrar e está conseguindo. Mas deixe, Rosinete, quando eu voltar para casa, acabo com essa palhaçada de Plínio e Ramiro. Pode ficar descansada que eu cuido de tudo", prometerá o todo-poderoso de Sertão.

Sucesso do plano
Na garagem da delegacia, onde será feita a perícia, Plínio e Ramiro aparecerão comemorando o sucesso do plano contra Pedro. "Dava tudo para ver a cara de Pedro hoje", comentará o delegado. "O Rei de Sertão caiu do cavalo", o juiz completará.

O perito, então, encontrará vestígios de sangue nos veículos investigados. "Na mosca! É sangue. Deve ser de Nonato", constatará Plínio. "Os seguranças de Pedro devem ter lavado, mas ainda ficou um resto", deduzirá Ramiro.

"Já posso ver as manchetes: 'Delegado Plínio enfrenta o Rei de Sertão'. Vou cortar o cabelo e comprar roupa nova para as entrevistas", planejará o policial. O magistrado mandará o parceiro ter cautela e conseguir mais provas contra Pedro. "A prisão de Pedro vai ser meu presente de casamento para Cássia. Ela vai adorar", afirmará o personagem de Fábio Assunção.

As cenas irão ao ar a partir desta sexta-feira (1º) em Onde Nascem os Fortes.

Últimas de Onde Nascem os Fortes

Outras novelas

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook