A Regra do Jogo

Juliano chora com arma apontada para Zé Maria e ameaça matá-lo

Reprodução/TV Globo

Juliano (Cauã Reymond) ficará transtornado ao flagrar o pai em A Regra do Jogo - Reprodução/TV Globo

Juliano (Cauã Reymond) ficará transtornado ao flagrar o pai em A Regra do Jogo

REDAÇÃO - Publicado em 26/10/2015, às 12h02

Juliano (Cauã Reymond) ficará destruído ao descobrir que o pai é um bandido e perderá a cabeça em A Regra do Jogo, novela das nove da Globo. O lutador seguirá Zé Maria (Tony Ramos) até a mansão secreta dele e descobrirá dinheiro e armas no local. Transtornado e chorando muito, ele pegará uma pistola e apontará para a cabeça do bandido, ameaçando matá-lo.

Os capangas de Zé Maria vão capturar Juliano assim que ele pular o muro da casa em que viu o pai entrar e o levarão para o chefe. O bandido estará contando um maço de dinheiro e ficará surpreso ao dar de cara com o filho no meio da sala. “Aqui que é o conjugadinho no centro do seu amigo?”, perguntará, sarcástico, o lutador. “Contando dinheiro do crime, pai? Esse que é quartel general do senhor? Maior casão! Foi aqui que a Toia te achou? Ou foi em outro? Dinheiro não falta, deve ter muito lugar por aí”, continuará.

Mesmo flagrado, Zé Maria tentará contornar a situação dizendo que a mansão é um cassino clandestino para o qual ele foi chamado para trabalhar, mas Juliano não acreditará na história. “Cassino clandestino. E aqui é o cassino? Sem mesa de jogo? E as roletas? Não tem caça-níquel. As pessoas jogam o quê? Dominó? Truco? Não tem um bar... Estranho”, rebaterá o filho, aplaudindo ironicamente. “O senhor não desiste! Para de mentir! De duas, uma: ou o senhor mente muito bem ou então eu sou um idiota por ter caído nesse caô por tanto tempo. Meu herói, a vida toda”, continuará ele.

“Escuta teu coração. Ele tá te dizendo pra você continuar acreditando em mim, tô vendo isso no fundo do seu olho. Você me conhece. Nunca fiz mal a ninguém, nunca!”, apelará Zé Maria. Ver o pai tentando fazer chantagem emocional vai despertar a fúria do lutador, que começará a abrir gavetas e portas dos móveis e espalhar tudo pela casa. Até que Juliano encontrará armas e pegará uma para apontar para o bandido.

“Queria muito, muito mesmo continuar acreditando nessa história de carochinha, meu pai é vítima da polícia, perseguido pelos bandidos, condenado injustamente”, dirá, com a arma na mão. “Abaixa esse troço, rapaz”, pedirá Zé Maria. “Confessa! Admite logo que você é membro dessa porcaria de facção! Quem é você lá? Um dos chefões? Fala! Alguma coisa você tem que confessar!”, gritará Juliano, aos prantos.

Diante da pressão do filho, Zé Maria assumirá que faz parte da facção, mas tentará minimizar dizendo que fez coisas erradas para sobreviver. “Devia era matar o senhor”, reagirá Juliano, ainda com a pistola apontada para o pai, e emendará perguntando se ele é o responsável pela morte de Djanira (Cássia Kis). “Não! Lógico que não. Nunca! Eu amava a Djanira, ela é a mulher da minha vida. Do mesmo jeito que te amo. Sei que agora, você não vai conseguir entender isso, mas sou um homem que preza muito a minha família”, responderá, causando ainda mais revolta no filho.

Juliano na mira

O lutador entregará a arma para Zé Maria e ordenará que ele o mate. “Só tem dois jeitos dessa história terminar. Ou o senhor me mata e segue em frente, ou se entrega pra polícia”, falará. Diante da recusa do pai, Juliano pegará o celular e começará a teclar o número da polícia. Nesse momento, um dos capangas dará uma coronhada na cabeça dele, que ficará desacordado.

“O moleque falou a verdade. Você devia era apagar ele logo de uma vez. A facção vai fazer o serviço mesmo”, dirá o bandido que acertou Juliano. Zé Maria ficará furioso e acertará um soco na cara do capanga. “Cala essa boca. Não te mete com a minha família. Vamos desmontar tudo. Dá um sossega leão no moleque. Depois, leva ele pro carro. Sem machucar!”, ordenará.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de A Regra do Jogo

Outras novelas

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook