Não pegou

Em Família fracassa ao tentar levantar ibope da Globo em Goiás

João Miguel Júnior/TV Globo

Nando Rodrigues e Camila Camargo em cena da segunda fase de Em Família, ambientada em Goiás - João Miguel Júnior/TV Globo

Nando Rodrigues e Camila Camargo em cena da segunda fase de Em Família, ambientada em Goiás

PAULO PACHECO - Publicado em 28/03/2014, às 18h41 - Atualizado em 31/03/2014, às 06h48

Com a liderança ameaçada em Goiás, a Globo encomendou a Manoel Carlos, um autor de novelas ambientadas no Leblon, uma trama parcialmente ambientada em Goiânia. Não deu certo. Novela com o segundo pior Ibope da história no horário das nove, Em Família é ainda menos prestigiada em sua "terra natal". 

Desde a estreia, em 3 de fevereiro, até 15 de março, a produção registrou média de 26 pontos em Goiânia, a mais baixa entre todas as capitais do país com medição do Ibope. A audiência da novela em Goiânia está 5,5 pontos atrás da média nacional, o PNT (Painel Nacional de Televisão), e a 4,5 pontos da Grande São Paulo.

A história de Helena, que cresceu na cidade fictícia de Esperança, em Goiás, começou com 30,4 pontos em Goiânia, mas já chegou a marcar 19, índice de novela das seis, e hoje não passa dos 25. O primeiro mês da trama de Manoel Carlos perde para o das antecessoras Amor à Vida (31,2), Salve Jorge (31,5) e Avenida Brasil (34). Em Família fechou fevereiro com apenas 27 pontos.

A escolha de Goiás para ambientar Em Família é uma das tentativas para alavancar o Ibope em Goiânia, onde a Globo perdeu 19% de público em dois anos. Em fevereiro de 2012, a Anhanguera, afiliada da Globo, teve média diária de 10,6 pontos. No primeiro mês de Em Família, caiu para 8,6. Além de levar a novela para Goiás, a emissora dedicou um Globo Repórter sobre as belezas naturais do Estado, há duas semanas.

Em março, a audiência da Globo em Goiás segue em queda livre, e a liderança vem sendo ameaçada pelo SBT e Record. A Serra Dourada, afiliada do SBT, ultrapassou a Anhanguera em dois domingos, no dia 2 (8,2 a 8,1) e no dia 9 (9,4 a 8,8). Já a Record Goiás derrotou a Globo no dia 3 (8,7 a 8,5), uma segunda-feira. Cada ponto em Goiâna equivale a cerca de 6.900 domicílios.

A Globo reconhece que Goiânia é a capital onde enfrenta maior concorrência, mas afirma que as vitórias de SBT e Record e a pior audiência de Em Família aconteceram em dias atípicos, durante o Carnaval.

Confira o ranking de Em Família nas capitais (entre 3/2 e 15/3):

Goiânia: 26,0

Manaus: 27,7

Vitória: 28,2

Rio de Janeiro: 30,1

São Paulo: 30,5

Belo Horizonte: 30,7

Porto Alegre: 34,2

Curitiba: 34,4

Salvador: 35,6

Recife: 35,8

Fortaleza: 36,9

Belém: 39,0

Painel Nacional de Televisão: 31,5


LEIA TAMBÉM:

Record testa superseios de Sabrina Boing Boing para A Fazenda

Geraldo Luís empata com a Globo, mas humilha o Domingo Legal

Mordomo tatuado de Amor à Vida volta de sunga no Caldeirão do Huck

Depois de três meses de férias, Silvio Santos volta a gravar no SBT

Atores de Amor à Vida faturam com correria e crise de Em Família

Zeca Camargo perde até 70% do espaço e some do Vídeo Show

Grave programas sem pagar nada em TVs com acesso à web

Em Família: Perseguida pela família, Luiza decide sair de casa

Personagem de Joia Rara se transforma em Félix dos anos 1940

Polícia investiga encontro de delegado com jornalista Cesar Tralli


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook