Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Último capítulo

Aderbal explode templo para virar herói; saiba como termina Babilônia

Divulgação/TV Globo

Marcos Palmeira (Aderbal) em cena do capítulo desta sexta-feira (28) de Babilônia, da Globo - Divulgação/TV Globo

Marcos Palmeira (Aderbal) em cena do capítulo desta sexta-feira (28) de Babilônia, da Globo

REDAÇÃO

Publicado em 28/8/2015 - 6h32

Os autores de Babilônia, novela das nove da Globo, conseguiram manter os desfechos de Beatriz (Gloria Pires) e Inês (Adriana Esteves) e a identidade do assassino de Murilo (Bruno Gagliasso) em segredo até o último capítulo, que irá ao ar nesta sexta-feira (28). A falsa morte de Otávio (Herson Capri) mostra que a trama pode surpreender o telespectador nos momentos finais. O encerramento do folhetim trará mais uma artimanha de Aderbal (Marcos Palmeira). O político corrupto provocará a explosão de um templo para virar herói e ganhar a eleição para governador. Só que terminará preso.

Consuelo (Arlete Salles) vai dar a ideia do "showzinho" para conseguir votos, já que a vida do prefeito se tornou um grande escândalo. Junto com Queiroz (Marcelo Laham), a dupla armará uma explosão no templo de Jatobá. "Faz como eu mandei, Aderbal! Capricha na pose de herói quando salvar a criança! Aliás, cadê a criança?", ordenará Consuelo. É assim que o corrupto conseguirá atrair todos os flashes da imprensa em mais um "teatro" em que posará de herói. "Se não foi um mero acidente, eu vou descobrir o que houve! Eu prometo!", discusará o candidato.

Depois, ele será eleito governador do Rio. Só que, no dia da posse, acabará preso na operação Boca na Botija, e Consuelo assumirá seu lugar, já que ela é a sua vice. Teresa (Fernanda Montenegro) também se elegerá, como deputada estadual. As duas terminarão batendo boca na Assembleia.

Outros finais

Ivan (Marcello Mello Jr.) se tornará paratleta e vencerá uma competição de natação. O irmão de Paula (Sheron Menezzes) será pedido em casamento por Sérgio (Cláudio Lins). Provavelmente sem beijo gay, o casal homossexual terminará junto e feliz. Diogo (Thiago Martins) também vencerá um torneio de salto ornamental e ganhará medalha de ouro.

Beatriz verá a felicidade do amante pela televisão, pois estará presa. Mas ainda sairá da cadeia e duelará com Inês em uma ribanceira nas últimas cenas da trama. Uma das duas ou as duas devem morrer caindo do penhasco.

Cegonha

Alice (Sophie Charlotte) terá dificuldade para engravidar e ser a mãe que sempre sonhou, mas conseguirá realizar esse sonho. Evandro (Cassio Gabus Mendes) ficará radiante com a chegada de um novo herdeiro. Ele romperá com Guto (Bruno Gissoni) e comprará sua parte no apartamento. Guto terminará sozinho, lavando o dinheiro de corrupção da nova governadora Consuelo em sua boate.

Maria José (Laila Garin) voltará a trabalhar como professora de piano e dirá à filha que não está pronta ainda para um novo relacionamento amoroso. Laís (Luísa Arraes) e Rafael (Chay Suede) continuarão na briga contra a corrupção e mais unidos do que nunca. Já Aderbal, que será preso, receberá uma visita íntima de Inês na cadeia antes do misterioso final dela ir ao ar.

Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes) e Karen (Maria Clara Gueiros) vão continuar separados. O malandro ficará famoso e lançará um livro sobre a operação Boca na Botija. Ele e Helô (Carla Salle) terminarão juntos; enquanto a corretora se envolverá com outro homem: um personagem novo.

Regina (Camila Pitanga) e Vinícius (Thiago Fragoso) vão se casar no restaurante Estrela Carioca, que passa a ser da ex-barraqueira. A última cena da trama deve mostrar o casal na praia, com ela contando ao marido que espera o primeiro filho deles.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.