Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FESTIVAL EUROVISION DA CANÇÃO

Rachel McAdams aprendeu a cantar para estrelar comédia pastelão da Netflix?

JOHN WILSON/NETFLIX

A atriz Rachel McAdams em cena do filme Festival Eurovision da Canção: personagem usa vestido branco e canta com olhos fechados

Rachel McAdams interpreta a cantora islandesa Sigrit Ericksdottir em Festival Eurovision da Canção

DANIELE AMORIM

Publicado em 3/8/2020 - 6h45

Quem conhece a atriz Rachel McAdams de outros trabalhos, como os filmes Meninas Malvadas (2004) e Doutor Estranho (2016), é surpreendido nos primeiros minutos do longa Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars (2020). A canadense mostra um domínio potente da voz na comédia pastelão da Netflix. Porém, ao contrário do que o filme leva a acreditar, o talento mostrado é pouco genuíno.

Na trama, ela e Will Ferrell interpretam Sigrit Ericksdottir e Lars Erickssong. Os personagens fazem parte do duo islândes Fire Saga e sonham em participar do concurso musicak europeu. Nele, cada país do bloco escolhe um artista para representar a nação e concorre com os outros talentos do continente.

Em 2014, a drag queen Conchita Wurst se tornou famosa mundialmente depois que seus vídeos na competição viralizaram. Ela venceu a edição representando a Áustria.

Com muita breguice envolvida, assim como é o festival na vida real, os dois cantores são escolhidos para representar a Islândia e têm a missão de ganhar o prêmio com a música Double Trouble.

Os vocais de Will Ferrell estão presentes tanto no filme como na versão da trilha sonora. Já a voz de Rachel é misturada com a da cantora sueca Molly Sánden --que assina as músicas com o pseudônimo My Marianne.

Preparações

Em uma entrevista para a Vanity Fair, o produtor musical do filme Savan Kotecha disse que Rachel McAdams fez aulas de piano e violão para viver a personagem islandesa. A atriz também afirmou que se inspirou na cantora Björk para compor parte da personalidade excêntrica de Sigrit.

Rachel sabe cantar e parte de sua voz é vista em uma cena onde a loira compõe a música Hometown (Husavik). Mas no restante do filme, quem brilha mesmo é Molly Sánden. Já no álbum da trilha sonora somente a cantora profissional é creditada nas canções da Fire Saga.

Molly tem experiência real com o festival. Em 2006, ela representou a Suécia na versão para adolescentes da competição e ficou em terceiro lugar. Em um vídeo publicado pela Netflix na época do lançamento do filme, é possível ver Sánden cantando a música principal da comédia. Confira:

Leia também

Web Stories

+
Como Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileiros

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?