Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

PRÊMIO NOBEL

Morre Alice Munro: Quem é a escritora que fez Almodóvar parar de chorar?

DIVULGAÇÃO/WARNER BROS

Emma Suárez como Julieta diante de um bolo vermelho com uma vela com o número 19 em cena do filme Julieta

Emma Suárez como a protagonista que dá nome ao filme Julieta, inspirado em Alice Munro

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 14/5/2024 - 15h49

Alice Munro (1931-2024) morreu na tarde desta terça (14), mas deixou um legado que ultrapassa os seus livros. A escritora foi responsável por inspirar o cineasta espanhol Pedro Almodóvar a fazer um dos filmes mais diferentes de sua carreira. Em Julieta (2016), o diretor abandonou o melodrama característico e até proibiu as suas atrizes de chorar em cena.

Uma das maiores escritoras do Canadá, Alice chegou a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura em 2013. Na época, ela já estava reclusa em sua casa de campo em Ontário, em um estágio bastante avançado de demência. Ela foi a 13ª mulher a ganhar a láurea.

Ela ficou conhecida como uma das maiores contistas do século 20 e investigou em seus textos a condição da mulher na sociedade, sobretudo no interior do Canadá. Um de seus contos mais famosos é O Amor de Uma Boa Mulher, que dá nome ao livro publicado em 1993.

Não à toa, Alice chamou a atenção de Almodóvar, que também é conhecido pelo seu interesse no universo feminino. Ele adaptou três contos do livro Fugitiva em 2016, com Julieta, em que chegou a proibir as atrizes Adriana Ugarte e Emma Suárez de se debulharem em lágrimas.

O cineasta chegou a comparar o seu estilo melodramático com o mais "seco" de Alice Munro, que prefere causar emoção nos pequenos detalhes. Ele chegou a utilizar o mesmo adjetivo para caracterizar o seu longa-metragem.

Em entrevista ao El País, Almodóvar chegou a falar que houve uma "luta expressiva" contra as lágrimas no set:

Lutei muito com as lágrimas das atrizes, contra a necessidade física de chorar. Essa luta é muito expressiva. Não é por pudor, é porque eu não queria lágrimas, o que queria era abatimento. Aquilo que fica dentro depois de anos e anos de dor. Adoro o melodrama, é um gênero nobre, um gênero grandioso, mas eu sabia muito bem que não queria sua época, queria outra. Simplesmente este tinha de ser um filme muito seco.

Julieta acompanha a história da protagonista homônima interpretada por Emma Suárez na meia idade e Adriana Ugarte na juventude. Ela tem um encontro com uma amiga de sua filha na rua que a faz reviver algumas dores do passado --e repassar a relação nada amigável entre elas a limpo.

O filme de Almodóvar está disponível no Brasil para aluguel no Apple TV e no Google Play.

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.