ESTREIA EM ABRIL

Em novo filme da Netflix, Wagner Moura é diplomata bombardeado por terroristas

REPRODUÇÃO/NETFLIX

O ator Wagner Moura no filme da Netflix Sergio

Wagner Moura no filme Sergio, que estreará na Netflix em abril deste ano; ator será um diplomata

REDAÇÃO - Publicado em 15/01/2020, às 12h53

Após interpretar Pablo Escolar (1949-1993) na série de sucesso Narcos (2015-2016) e em uma pequena participação de Narcos: México (2018), Wagner Moura estrelará um filme na Netflix. Em Sergio, que estreia em 17 de abril, o protagonista é um diplomata que acaba bombardeado por terroristas em Bagdá, país envolvido em uma guerra após a invasão dos Estados Unidos.

Baseado em uma história real, o filme mostra Sergio Vieira de Mello, um diplomata da ONU (Organização das Nações Unidas) que passou boa parte de sua carreira resolvendo conflitos nas regiões mais instáveis do mundo, chegando a negociar com presidentes, revolucionários e até criminosos de guerra.

Na capital do Iraque, que deveria ser sua última missão, o pacificador é atacado por uma bomba, que derruba as paredes da sede da ONU onde está. Sergio, então, tenta sobreviver em meio aos escombros enquanto reflete sobre a própria vida. 

A atriz Ana de Armas, que ganhou destaque após protagonizar o longa Entre Facas e Segredos (2019), atuará como a mulher de Sergio.

Na tarde desta quarta-feira (15), a Netflix divulgou o trailer do longa que será exibido na plataforma do streaming e em alguns cinemas selecionados. Confira: 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook