TONY GORDON

Vencedor do The Voice Brasil é vaiado e encerra show após falar 'Lula livre' no palco

RAQUEL CUNHA/TV GLOBO

O cantor Tony Gordon nos bastidores do The Voice Brasil, de óculos escuros

O cantor Tony Gordon se sagrou campeão da oitava edição do The Voice Brasil: músico foi vaiado em festival

ODARA GALLO - Publicado em 09/11/2019, às 21h40 - Atualizado em 10/11/2019, às 08h20

Vencedor da oitava edição do The Voice Brasil, Tony Gordon foi vaiado e precisou encerrar um show depois de falar a frase "Lula Livre" no palco. O público reagiu negativamente quando o cantor tentou mediar o início de uma confusão entre defensores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e anti-petistas. O caso ocorreu na noite de sexta (8), no Bourbon Festival, em Ilhabela, no litoral de São Paulo.

Após a apresentação, que se encerrou na terceira música sem mais explicações ao público, vídeos circularam nas redes sociais com a versão de que o cantor teria defendido a soltura de Lula e, por isso, causado a revolta do público.

Uma pessoa que presenciou o show, no entanto, afirmou ao Notícias da TV que o desentendimento partiu da própria plateia.

"O cantor entrou cantando no meio da plateia. Foi uma euforia geral. Antes de terminar essa primeira música, uma única pessoa, que estava ao meu lado, gritou: 'Lula livre'. Daí começou um leve burburinho, outras gritaram também: metade delas gritava Lula livre, outra metade vaiava. As primeiras vaias foram da plateia para a parte da plateia que gritava Lula livre", relatou a advogada Quil Dulci Pimentel, que mora em São Paulo e frequenta Ilhabela há 30 anos.

"Mesmo em meio ao burburinho, ele começou a segunda música: Imagine, de John Lennon. A música é um hino de respeito, equidade e tolerância. Mas dos grupos na plateia se provocava entre si. Até este momento o cantor estava apenas fazendo o show", acrescentou.

Ainda de acordo com Quil, após a segunda música, Tony Gordon tentou falar sobre respeito e soltou a frase que incendiou ainda mais os ânimos. " Quando ele terminou imagine, ele tentou falar... Mas os gritos de Lula livre ficaram mais intensos e interrompiam a fala dele. Na tentativa de tentar apagar os ânimos, ele disse: "Sim, gente, Lula livre,  mas o que eu tô querendo dizer é...'", explicou a espectadora.

Sob gritos e protestos, o músico pediu para que as pessoas respeitassem o posicionamento político. "Temos um país lindo, independentemente do que estamos vivendo. Então, com muito carinho, venho pedir um Brasil melhor para todos nós. A gente segue na base do amor, cada um respeitando a opinião do outro", apelou o artista.

Gordon não teve condições de continuar, encerrando sua participação no evento tendo cantado apenas três músicas. "Algumas pessoas entenderam que o cantor tinha concordado com o pessoal do Lula livre, mas ele não concordou, ele ia continuar falando e não conseguiu", finalizou a advogada.

Lula foi solto na tarde de sexta, poucas horas antes da apresentação, graças a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O petista passou 580 dias preso na Superintendência da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba.

Trajetória

Aos 53 anos, Tony Gordon se sagrou vencedor da oitava edição do The Voice Brasil no início de outubro, garantindo o pentacampeonato para o time de Michel Teló. O cantor levou para casa o prêmio de R$ 500 mil, além de um contrato com uma gravadora, consultoria de carreira e um carro.

O artista vem de uma linhagem de músicos. Ele é herdeiro do cantor Dave Gordon, que veio da Guiana para o Brasil na adolescência e ajudou a popularizar ritmos caribenhos pelo país, com a musicista Denise Duran. Ela é irmã da cantora e compositora Dolores Duran, que fez sucesso nas décadas de 1940 e 1950.

Um de seus filhos, inclusive, seguiu seus passos e também já participou de um reality na Globo. Trata-se de William Gordon, vice-campeão do SuperStar (2014), com a banda Jamz.

Veja o momento em que Tony Gordon pediu respeito ao público e tentou acalmar os ânimos:

(Colaborou PAMELA MARUL)

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook