ALCOOLISMO

Rodrigo Faro relembra perda precoce do pai e infância difícil: 'Bebida foi mais forte'

REPRODUÇÃO/RECORD

Imagem de Rodrigo Faro apresentando a Hora do Faro

Rodrigo Faro à frente de Hora do Faro; apresentador relembrou infância difícil e alcoolismo do pai

REDAÇÃO - Publicado em 02/06/2020, às 12h45

Rodrigo Faro relembrou sua infância difícil durante uma entrevista para o canal de Ana Hickmann no YouTube na noite de segunda-feira (1º). A apresentadora perguntou sobre o relacionamento que ele tinha com o pai, que era alcoólatra e morreu quando Faro tinha apenas 13 anos de idade. "A bebida foi mais forte", lamentou o astro.

O ator, músico e apresentador também falou sobre os momentos felizes que teve ao lado do pai, Gil Vicente Faro, antes dos problemas com a bebida começarem. "Eu peguei a fase maravilhosa do meu pai. Era extremamente amoroso, um marido incrível para a minha mãe, um cara que cuidava da família... Até que uma coisa chamada bebida alcoólica acabou com tudo", contou ele.

"Comecei a ver algumas cenas do meu pai chegando em casa, das brigas, de eu ter às vezes que proteger a minha mãe. Ou, a minha mãe pedir para eu descer para o apartamento de outras pessoas com o meu irmão porque a coisa estava complicada", citou.

O ex-Dominó disse que, por causa do comportamento do pai, ele precisou virar o "homem da casa" aos oito anos. "Mamãe passou uma barra muito grande cuidando da gente. Eu aprendi a ter responsabilidade muito cedo", afirmou ele, ao falar sobre Vera Lúcia. "Meu pai morreu muito cedo", acrescentou. Vera se separou de Gil Vicente quando Rodrigo tinha nove anos.

O artista fez uma promessa a si mesmo de nunca colocar uma gota de álcool na boca, após perceber que era um tipo de droga. "Comecei a entender o que a bebida faz com a vida de uma pessoa. Prometi para mim mesmo que nunca colocaria um gole de bebida na minha boca. Nunca coloquei, e nunca vou colocar", assegurou.

"Bebida alcoólica deveria estar incluída entre as drogas, porque destrói, mata, acaba com lares e pessoas e gera violência, assim como qualquer droga", endossou o marido de Vera Viel. "Meu pai foi vítima da bebida", reforçou.

Faro ainda afirmou que não gosta nem de sentir o cheiro de álcool em uma pessoa que tenha consumido. "Me lembra o cheiro do meu pai quando ele me abraçava nos últimos anos", justificou.

Confia a íntegra da entrevista abaixo:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook