FOFOQUITO

Repórter do SBT processa Valdemiro Santiago e pede R$ 48 milhões de indenização

FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Everton Di Souza, o Fofoquito (à esq.), durante reportagem para o programa Fofocalizando, do SBT - FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Everton Di Souza, o Fofoquito (à esq.), durante reportagem para o programa Fofocalizando, do SBT

GABRIEL PERLINE - Publicado em 12/09/2018, às 06h04

Everton Luiz Di Souza, repórter do SBT conhecido pelo codinome Fofoquito, trava uma batalha judicial contra o apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, a quem acusa de não pagamento de direitos autorais pela composição de uma música e pela direção e produção de um documentário biográfico sobre a vida do religioso, lançado em DVD. Ele pede uma fortuna de indenização: R$ 48 milhões.

Fofoquito já recebeu diversos pareceres favoráveis da Justiça e aguarda a sentença da primeira instância, que será proferida em breve pelo juiz Daniel Serpentino.

Entre os êxitos obtidos pelo repórter estão os resultados de duas perícias que o reconheceram como autor da música Deus, Vem Me Ajudar, presente no álbum Deus Cuidará, lançado pelo pastor em 2011, e também como diretor e produtor do DVD.

Além disso, conseguiu a extinção de um pedido de impugnação do valor promovido pelo pastor.

"O juiz entende que os R$ 48 milhões estão corretos, porque o valor é embasado na legislação vigente", disse o advogado José Pereira Leal Junior ao Notícias da TV.

O representante do repórter do Fofocalizando contou que a decisão do juiz pode sair a qualquer instante, já que foram entregues todas as provas documentais necessárias para o andamento do processo, além das perícias.

Everton Di Souza no dia da assinatura de seu contrato com o SBT, em abril deste ano

Everton Di Souza decidiu buscar seus direitos na Justiça por se sentir enganado e usado por Valdemiro Santiago, já que ele não mais fazia parte do quadro de funcionários da Igreja Mundial do Poder de Deus quando a música de sua autoria foi lançada em um CD da banda da igreja do pastor sem o seu consentimento.

Pessoas próximas a Di Souza disseram que ele não guarda mágoas de seu antigo chefe, mas que não abre mão de seus direitos. O repórter não faz ideia sobre como usará os R$ 48 milhões caso saia vitorioso. O dinheiro dá para comprar 1.100 carros populares 0 km.

Procurado, ele disse à reportagem que não se manifestaria sobre o caso para evitar contratempos com a Justiça.

Seu advogado, no entanto, se mostra bastante confiante na decisão do juiz, mas está reticente quanto ao valor que será definido como pagamento da indenização.

"Pode ser que o juiz chegue na hora e decida que o Valdemiro tenha que pagar os R$ 48 milhões com juros e correção, mas pode ser também que ele baixe o valor da multa. Não dá para cantar vitória antes da hora, mas estamos confiantes", disse.

Procurado, Valdemiro Santiago não foi localizado para comentar o caso. As assistentes do pastor disseram que iriam retransmitir a ele as mensagens enviadas pela reportagem, mas nenhuma resposta foi emitida até a publicação deste texto.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da novela Orgulho e Paixão?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook