Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TOM BUENO

Repórter da Record descobre câncer e passa por cirurgia: 'Meus dias estavam contados'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Tom Bueno em reportagem para a Record

Tom Bueno em reportagem para a Record; ele descobriu câncer de pele que estava prestes a dar metástase

GABRIEL PERLINE

Publicado em 1/5/2020 - 16h38

Tom Bueno diz que escapou da morte. Em uma consulta de rotina com um dermatologista foram identificadas em seu corpo duas pintas com características cancerígenas. No mesmo instante, o repórter da Record se submeteu a uma cirurgia para remoção, e o material foi levado para análise. Na quinta (30), ele recebeu o laudo e seu médico avisou que por muito pouco não houve metástase.

"Meus dias estavam contados", disse ao Notícias da TV. "Recebi um livramento. Eu tô dentro das estatisticas de câncer agora. Foi um susto, mas um alívio muito maior. Não sei nem quem agradecer. O médico, o universo, Deus..."

Foi por puro acaso que Tom se deu conta do câncer de pele. Após postar uma foto no Instagram, um dermatologista que o seguia nas redes sociais viu as sardas de seu corpo e o chamou para uma consulta. Como ele já pensava em fazer alguns procedimento estéticos, aceitou o convite.

Ele foi à consulta em 13 de março, e o médico logo reparou em uma pinta pequena, localizada entre o pescoço e o ombro, no lado direito. "Na hora, ele viu que essa pinta era feia e tinha um formato estranho. Me perguntou se podia removê-la do meu corpo naquele momento e mandar para biópsia, e eu autorizei."

Feita a cirurgia de remoção, Bueno ficou mais de um mês sem saber do resultado, mas estava confiante de que não seria nada grave. Mas ontem ele retornou ao consultório e seu médico lhe deu um susto com a gravidade de seu caso.

"Ele me disse que a gente conseguiu remover a pinta a tempo, mas, se eu tivesse demorado um pouquinho mais, ela teria atingido uma camada de vasos sanguíneos e invadido todo o corpo, dando metástase", disse o repórter.

"Era um melanoma, responsável por 75% das mortes provocadas por câncer. Embora fosse cutâneo, o médico me disse que este é o câncer mais letal."

Bastante emocionado e ainda tentando assimilar todas as informações, Tom pretende usar seu espaço na TV para alertar ainda mais as pessoas sobre a importância dos cuidados com a saúde.

"O que mais me comoveu foi toda a situação. Eu ia deixar passar, não ia olhar essas pintas. Demorou um tempo para sair o laudo, e eu estava confiante de que não daria nada, mas depois ele falou que era muito sério e que poderia não ter chance de tratar", lembrou.

Afastado do trabalho

Tom Bueno iniciou seu isolamento há 40 dias por pertencer ao grupo de risco do novo coronavírus. Diabético, ele tem produzido as reportagens para o Fala Brasil e para o Balanço Geral de sua casa. Ele conta que neste período todo foi à rua em apenas quatro ocasiões e disse ter recebido o apoio da família, principalmente de seu pai, que também já teve câncer de pele.

"Ele teve há uns oito anos. Foi no braço, mas não lembro exatamente o tipo. E o meu médico disse que existe uma carga genética. Meu pai mandou eu agradecer a Deus, porque ele me livrou. Ele é cristão, usa muitas palavras de fé nestes casos. Serviu de alerta, porque eu não vou ao dermatologista com frequência. Sempre encaramos o dermatologista apenas um profissional da área estética e só lembramos de sua importância quando passamos por um tipo de situação como esta", disse.

Confira o desabafo de Tom Bueno no Instagram:

Leia também

Web Stories

+
Dia da Luta contra a LGBTfobia: Félix, Ivan e outros personagens que marcaram a TVLançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelação

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera dos capítulos inéditos de Salve-se Quem Puder?