Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

Pai de Klara Castanho se posiciona após filha revelar estupro e gravidez

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Klara e Claudio Castanho em publicação no Instagram

Klara e Claudio Castanho; pai da atriz se posicionou após herdeira revelar estupro e gravidez

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 26/6/2022 - 10h05

Pai de Klara Castanho, Claudio Castanho se manifestou após a filha revelar que foi vítima de um estupro e que entregou o bebê à adoção. No sábado (25), o empresário deu seu apoio à herdeira ao publicar uma foto antiga junto com a atriz de 21 anos, que trabalha na TV desde a infância.

"Estarei com vocês até o fim da minha vida", afirmou Castanho nos Stories do Instagram. Na foto utilizada na publicação, o empresário está com Klara e o filho Lucas Castanho em um registro antigo do trio em uma praia.

Na noite de sábado, após uma série de especulações dos internautas, a atriz revelou que foi vítima de um estupro. 

"Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. Sempre mantive a minha vida afetiva privada, assim, expô-la dessa maneira é algo que me apavora e remexe dores profundas e recente. No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que sofri", desabafou Klara em um comunicado feito no Instagram.

Tive muita vergonha, me senti culpada. Tive a ilusão de que se eu fingisse que isso não aconteceu, talvez eu não esquecesse, superasse. Mas não foi o que aconteceu.
Claudio e Klara Castanho

Pai de Klara Castanho apoia filha (Instagram)

No relato, Klara afirmou que se sentiu confusa após o crime, que não fez um boletim de ocorrência sobre o caso e que tomou uma pílula do dia seguinte para evitar a gravidez. Contudo, ela descobriu que gerava um bebê já quase no fim da gestação: "Foi um choque. Meu mundo caiu".

A atriz também detalhou que os profissionais de saúde que a atenderam não tiveram empatia sobre o caso e que ela cumpriu todos os trâmites jurídicos para entregar o bebê à adoção. 

"Ter que me pronunciar sobre um assunto tão íntimo e doloroso me faz ter que continuar vivendo essa angústia que carrego todos os dias. Minha história se tornar pública não foi um desejo meu, mas espero que, ao menos, tudo o que me aconteceu sirva para que mulheres e meninas não se sintam culpadas ou envergonhadas pelas violências que elas sofrem. Entregar uma criança em adoção não é um crime, é um ato supremo de cuidado. Eu vou tentar me reconstruir e conto com a compreensão de vocês para me ajudar a manter a privacidade que o momento exige", reforçou Klara.

Entenda o caso

Em entrevista ao programa The Noite (SBT) em 16 de junho, o jornalista Leo Dias afirmou que havia vivenciado um dilema profissional nas últimas semanas sobre publicar ou não uma reportagem sobre uma atriz. Na ocasião, o profissional não citou nomes nem detalhes do caso.

Antonia Fontenelle realizou uma live no YouTube na sexta-feira (24) e afirmou que o caso narrado por Dias era sobre uma atriz da Globo de 21 anos que tinha engravidado, escondido a gestação e entregado a criança para a adoção após o nascimento.

A comunicadora não citou o nome da atriz, mas os detalhes apresentados por Antonia fizeram com que os internautas associassem o caso a Klara. Assim, diversos comentários sobre o que teria motivado a atitude da atriz passaram a ser especulados nas redes sociais.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários, entrevistas e vídeos ao vivo sobre reality show:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.