Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BOY LIXO?

Traições, mentiras e chantagem: Cartolouco de A Fazenda tem passado comprometedor

REPRODUÇÃO/RECORD

Imagem de Cartolouco durante a votação da roça em A Fazenda 12

Cartolouco na roça de A Fazenda 12; jornalista tem histórico de relacionamentos conturbados

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 17/9/2020 - 15h36

Lucas Strabko, o Cartolouco, carrega um histórico de relacionamentos conturbados. Antes de ficar conhecido como o Estagiário do Globo Esporte, ele já sonhava com o estrelato. Nos anos de cursinho e faculdade, inclusive, tinha sua própria fama: a de infiel. Menos para a namorada da vez, a quem ele costumava chamar de "fiel" para seus amigos. Relatos mostram que o peão de A Fazenda 12 era abusivo em seus relacionamentos.

O Notícias da TV obteve com exclusividade uma carta redigida pelo próprio Lucas para uma de suas ex-namoradas, na qual explicava o término do relacionamento. "Esse é meu atestado de liberdade. Não namoramos mais", escreveu ele. "Foi horrível. A pessoa é tão egoísta que não consegue nem assumir um término porque não queria me ver chorar. Isso não é desculpa", contou a jovem, que preferiu não ser identificada.

Na carta, Strabko lamenta por ter se sentido preso por ela. "Eu não queria namorar você. Eu não gosto de compromisso. Gosto de liberdade", disse. "Ele falou de um jeito como se eu tivesse colocado uma arma na cabeça dele para obrigá-lo a namorar comigo. Ninguém obriga ninguém a se manter em um namoro. Ele disse várias vezes que não queria terminar", rebateu a ex.

Em outro trecho, Cartolouco afirma que não conseguia confiar nela: "Sempre foi muito difícil confiar em você, sempre tive a certeza de que algo estava errado". No entanto, a infidelidade partia dele. Segundo relatos de colegas de faculdade, Lucas nunca foi fiel em nenhum dos relacionamentos presenciados por eles. "Tudo que eu lembro era ela sendo chamada de corna, e ele meio que não ligava", contou uma estudante da mesma faculdade de Strabko, que se identificou apenas como Maria.

Uma outra colega que estudou com Cartolouco antes de ingressar no ensino superior --e que pediu anonimato--, confirmou as traições. "Ela [a namorada] esperava ele depois das aulas do cursinho. Enquanto isso, ele estava lá em cima [na sala], pegando outras meninas. Ele a chamava de 'fiel', achava o máximo isso", contou.

No primeiro ano da faculdade, após uma festa organizada por alunos, Lucas saiu para jantar com a namorada, que percebeu suas costas arranhadas e questionou o motivo. "Eram marcas de unha, algumas sangravam. Ele começou a chorar, falando que me amava muito, que não entendia como eu não confiava nele. Que ele não fazia nada do que queria fazer e ainda assim, eu não confiava. Que aquilo era de uma árvore que ele e os amigos subiram, e acabou se arranhando", relatou ela.

Nessa mesma festa, no entanto, Lucas foi fotografado aos beijos com outra garota, e a foto foi enviada à sua então namorada. "Ele chorou, pediu perdão, disse que não queria terminar, que estava muito bêbado e tinha sido só aquela vez", contou a jovem. O relacionamento já tinha mais de dois anos e chegou ao fim, meses depois, com as explicações em carta. "Eu tenho lealdade, mas não fidelidade --pelo menos, eu não gostaria de tê-la", confessou ele.

Apesar do desejo expressado por ele em ser livre, Cartolouco não ficou muito tempo solteiro e engatou mais um namoro, que não foi diferente do anterior. "Acho até que ela [a nova namorada] sabia [das traições]. Todo mundo sabia, não era uma novidade. Ele não ligava, era zero apoio emocional", afirmou Maria, que presenciou ambos os relacionamentos.

Abuso psicológico

Ainda na carta enviada para a ex-namorada, Cartolouco afirma que tentou ajudá-la durante o relacionamento. "Eu não consegui te ajudar. Sempre tentei alavancar sua autoestima, te fazer sentir bem, mas isso é um problema que você tem com você", apontou. "Ele tentou me ajudar como? Me traindo?", questionou a ex.

"Como ele fala que sempre tentou ajudar ela com problemas de autoestima, sendo que estava traindo o tempo todo? Você não ajuda uma pessoa com problemas de autoestima traindo, não demonstrando confiança. É muito controverso", observou a colega do cursinho.

Strabko ainda a acusou de privá-lo de bebedeiras e festas com os amigos, e afirmou que dava liberdade para ela. "É preciso ser livre. E você sempre foi. Eu não", escreveu. No entanto, a realidade era outra. A ex-namorada até chegou a propor uma relação aberta ao desconfiar das traições. "Ele não queria, não achava que isso funcionava. Surtava quando achava que eu estava conversando com outro cara. Coisa que nunca fiz", afirmou.

Segundo a moça, quando ele tinha alguma festa para ir, só de ela pedir que a levasse junto, já era motivo de briga e logo surgiam as chantagens emocionais. "Ele perguntava porque eu queria ir, me acusava de não confiar nele", contou. "A única vez que pedi para ele não ir foi uma semana depois de receber a foto. Ele ficou puto, porque eu disse que se ele fosse, ou teria que me levar junto, ou ele não iria namorando mais. E ele não foi", afirmou.

"Todo mundo questionava o motivo de ele não terminar, já que queria ficar com outras pessoas, dizia que não queria namorar. Mas ele sempre manteve o relacionamento", lembrou a colega do cursinho. 

Para os amigos, Lucas afirmava que amava a(s) namorada(s). "Ele me disse mais de uma vez que era louco por ela. Acho que por isso não terminava. Beijava outras pessoas eventualmente, mas tinha relacionamento com alguém enquanto isso. Acho que na cabeça dele, fazia sentido", contou um amigo próximo do Cartolouco, que não quis ter o nome revelado.

"Mea culpa"

Apesar das mentiras e desculpas inventadas para as namoradas, Cartolouco sempre teve a consciência de que o que fazia era errado. "Eu poderia ter te ligado mais, conversado mais, mas eu não quis. Um 'bom dia' não me mataria, mas eu não quis escrever. Me ausentei muito de você, te fiz sofrer propositalmente, apenas porque eu não queria [namorar]", disse ele.

"O Strabko, pelo menos para mim, nunca passou pano pra si mesmo. Sempre admitiu que era errado, ele falava que sabia que era uma merda o que ele fazia", afirmou o amigo. "Às vezes ele gostava da adrenalina de fazer escondido, a sensação de estar fazendo coisa errada, vai saber", se arriscou ele, em um palpite sobre o motivo de Lucas saber que era errado trair, e mesmo assim continuar fazendo.

A reportagem entrou em contato com a equipe de Cartolouco, que não se posicionou até a publicação deste texto.


Para saber tudo sobre A Fazenda e o universo de reality shows na TV, ouça o podcast O Brasil Tá Vendo:

Ouça "#11 - Escala de 'ranço' em A Fazenda 12: Quem são os odiados e os favoritos?" no Spreaker.


Últimas de A Fazenda 12

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?