Heróis da Fé

Record produz minisséries bíblicas a toque de caixa com diretor argentino

Michel Angelo/RecordTV

O ator Celso Frateschi como Jacó em José do Egito; personagem vai voltar em nova minissérie da Record - Michel Angelo/RecordTV

O ator Celso Frateschi como Jacó em José do Egito; personagem vai voltar em nova minissérie da Record

DANIEL CASTRO - Publicado em 12/04/2018, às 06h16

A Record começou a produzir nesta semana duas novas minisséries bíblicas. Elas serão exibidas em junho e julho, após o final da novela Apocalipse e antes da estreia de Jesus. As minisséries contarão as histórias de Lia e Rute, personagens do Velho Testamento, e serão dirigidas pelo argentino Juan Pablo Pires.

Também roteirista e especialista em efeitos especiais, Pires tem dois longas-metragens em seu currículo e passagens pela Univision, rede hispânica dos Estados Unidos, e pela Sesame Street.

As duas minisséries terão o título Os Heróis da Fé. A primeira, sobre Lia, terá 12 episódios e foi escrita por Paula Richard (que também assinará Jesus). A segunda minissérie, com 20 capítulos, tem roteiro de Meuri Luiza, colaboradora de Paula Richard.

Lia (alguns textos a chamam de Leia) foi a primeira mulher de Jacó, pai dos 12 filhos que originaram as 12 tribos de Israel, personagem já defendido por Celso Frateschi na minissérie José do Egito (2013).

Sua história é bem folhetinesca: perdeu a mãe aos 8 anos, no parto de Raquel, e teve de amadurecer precocemente com a responsabilidade de cuidar da irmã mais nova, enfrentando os maus-tratos da madrasta e dos meio-irmãos.

Descrita na Bíblia como tímida e não exatamente bela, Lia era insegura. Se apaixonou por Jacó, mas ele preferiu a bela e fútil Raquel. Seu pai, no entanto, armou para que Jacó se casasse com ela, que sofreu com o desprezo do marido, que mais tarde também desposou Raquel.

Já Rute foi a bisavó de outro importante personagem bíblico, Davi, interpretado por Leonardo Brício na minissérie Rei Davi, de 2012. Ela nasceu em uma família sem fé em Deus. Mas tudo mudou quando, para fugir da fome, seguiu uma família israelita.

Rute se casou com Malom, um dos filhos dessa família, porém ficou viúva cedo. O que marca a sua trajetória é a fidelidade à sogra, Noemi. Ela se recusou a voltar à sua família de origem e foi trabalhar nos campos para sustentar a sogra.

Mais tarde, ela se casou novamente, com Boaz, e teve um filho, Obede, que viria a ser pai de Jessé, o progenitor de Davi, o rei de Israel.

As duas minisséries serão produzidas pela Casablanca, no Rio de Janeiro, e o elenco ainda está sendo escalado.

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook