LUTO

Jornalista Alberto Dines, do Observatório da Imprensa, morre aos 86 anos

Ana Paula Oliveira Migliari/EBC

O jornalista Alberto Dines, fundador e apresentador do Observatório da Imprensa, que morreu aos 86 - Ana Paula Oliveira Migliari/EBC

O jornalista Alberto Dines, fundador e apresentador do Observatório da Imprensa, que morreu aos 86

REDAÇÃO - Publicado em 22/05/2018, às 10h51

Morreu na manhã desta terça-feira (22), aos 86 anos, o jornalista Alberto Dines. Ele ficou conhecido como fundador do Observatório da Imprensa, um veículo que analisa meios de comunicação em massa no Brasil. Inicialmente um site, o Observatório virou programa de TV (exibido em São Paulo pela Cultura) e, em 2005, passou a ser transmitido em rádios.

Dines estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, havia dez dias. Segundo o Jornal O Globo, ele pegou uma gripe da mulher, Norma Couri, que se agravou e virou pneumonia. Morreu às 7h15 por complicações respiratórias. Além da mulher, ele deixa quatro filhos.

"É com profunda tristeza que a equipe do Observatório da Imprensa comunica o falecimento de seu fundador, Alberto Dines (1932-2018). Estamos preparando uma edição especial sobre o legado do Mestre Dines a ser publicada em breve", lamentou o Observatório em nota publicada no Facebook.

Nascido em 1932, Dines iniciou sua carreira jornalística em 1952, na revista A Cena Muda; no ano seguinte, migrou para a Visão e, em 1957, para a Manchete. Também passou pelos jornais Última Hora, Tribuna da Imprensa e Diário da Noite.

Em 1962, virou editor-chefe do Jornal do Brasil, cargo que ocupou durante 12 anos _e do qual foi demitido ao postar artigos que criticavam a Ditadura Militar (1964-1985). Depois, passou pela sucursal carioca da Folha de S.Paulo e pela Editora Abril.

Em abril de 1996, Dines lançou o Observatório da Imprensa na internet, com o propósito de analisar criticamente como mídia realiza a cobertura de fatos.

Em maio de 1998, o veículo virou programa de TV semanal, exibido pela Cultura em São Paulo e pela TVE do Rio de Janeiro. Com o lançamento da TV Brasil, em 2007, passou a fazer parte da grade da emissora pública.

A atração exibiu sua última edição inédita em fevereiro de 2016, quando Dines se afastou por motivos de saúde. Ninguém foi escalado para substituí-lo.

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook