Caldeirão Inspiração

Huck cria prêmio para homenagear gente que faz com dor e emoção

Raquel Cunha/TV Globo

Padre Fábio de Melo e Luciano Huck com Tia Socorro, que abriga pessoas abandonadas - Raquel Cunha/TV Globo

Padre Fábio de Melo e Luciano Huck com Tia Socorro, que abriga pessoas abandonadas

DANIEL CASTRO, enviado ao Rio de Janeiro - Publicado em 01/04/2017, às 05h48

O Caldeirão deste sábado (1º) será diferente. O apresentador Luciano Huck trocará a tradicional camiseta por camisa social e blazer. Na plateia, estarão personalidades como o ator Tony Ramos, a cantora Paula Fernandes, o elegante padre Fábio de Melo e o blogueiro Hugo Gloss. No lugar do Lata Velha e do Lar Doce Lar, cinco histórias de brasileiros anônimos que ajudam outros brasileiros anônimos em iniciativas inspiradoras. 

O especial Caldeirão Inspiração abre a temporada de 2017 do já tradicional programa das tardes de sábado da Globo. A atração segue a fórmula das premiações da TV, com troféu e discursos de agradecimento.

Parece arriscado para um programa que não pode se dar ao luxo de relaxar diante da concorrência. Mas o Caldeirão do altruísmo é pura emoção. Os homenageados são personagens com trajetórias de superação, com muita dor e persistência, apresentados em minidocumentários carregados de drama.

Gente que faz com muito pouco recurso. E que chora ao ver seu trabalho voluntário reconhecido em rede nacional. Coerente com o programa nos outros 51 sábados do ano.

Entre os inspiradores estão o engenheiro Carlos Pereira, que criou um software para ajudar a filha de nove anos a se comunicar e acabou beneficiando milhares de portadores de paralisia cerebral. Sua invenção foi considerada pela ONU o melhor aplicativo de inclusão social do mundo em 2015.

Fabiana Silva constrói casas para mulheres pobres

Outra história emocionante é a de uma mulher muito simples, ex-moradora de rua, conhecida por Tia Socorro. Ela criou um abrigo para crianças, adolescentes, portadores de deficiência, pessoas abandonadas ou vítimas de violência doméstica como ela. Virou mãe de 300 filhos.

Completam os vencedores do Caldeirão Inspiração a admistradora Lilian do Prado, que empresta pequenas quantias de dinheiro para microempreendedores que não têm acesso ao crédito bancário nem para comprar um secador de cabelos; Fabiana Silva, líder de um grupo que constrói casas populares, principalmente para mulheres, em uma comunidade da Baixada Fluminense; e o líder indígena Benki Piyako, responsável pelo plantio de 10 milhões de árvores na fronteira do Brasil com o Peru e disseminador de técnicas de plantio que preservam o meio ambiente.

"A ideia é que esta seja uma homenagem anual do Caldeirão, um evento que marque as estreias dos novos quadros do programa", diz Luciano Huck.

A edição especial se encerra com uma longa reportagem documentando os seis meses que consumiram a construção de um poço artesiano em um vilarejo de Pernambuco chamado... Caldeirão.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

GNT erótico

Imagem da propaganda de Desnude, que propõe: 'Não manda nudes. Manda texto' - Reprodução/GNT O GNT quer ouvir histórias eróticas de suas telespectadoras e transformá-las em uma série. O canal está desenvolvendo o projeto Desnude, que terá dez episódios: nove de ficção, baseados em depoimentos sobre sexo enviados pelo ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Qual é a solução para o drama de Alice em Os Dias Eram Assim?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Click Click