Bastidores

Globo tem clima de terror com demissões após férias e plantões

Reprodução/Globo News

O jornalista Sidney Rezende, 57 anos, em programa GloboNews: demitido após criticar a mídia - Reprodução/Globo News

O jornalista Sidney Rezende, 57 anos, em programa GloboNews: demitido após criticar a mídia

DANIEL CASTRO - Publicado em 17/11/2015, às 06h22

Uma das empresas mais estáveis para se trabalhar, a Globo está passando por uma fase atípica. Um clima de terror se instalou nos bastidores do jornalismo da emissora nas últimas semanas, consequência de uma série de demissões após plantões e férias. Na última sexta-feira (13), a demissão de Sidney Rezende, um dos profissionais mais antigos da GloboNews, onde apresentava telejornais vespertinos, só ampliou a insegurança. Ele tinha contrato até fevereiro.

No jornalismo da Globo, a versão corrente é a de que Rezende foi dispensado do canal de notícias, após duas décadas e meia no grupo (ele foi fundador da rádio CBN, em 1991), por motivos políticos.

Rezende escreveu no Facebook e em seu site, na véspera da demissão, o texto "Chega de notícias ruins", em que aponta "cinismo no jornalismo" e uma "má vontade dos colegas que se especializaram em economia e política", que têm "obsessão em ver no governo o demônio, a materialização do mal, ou o porto da incompetência".

Embora em seu site Rezende também publique notas positivas sobre Os Dez Mandamentos e A Fazenda, carros-chefes da programação da Record, na Globo não há dúvidas que o "desabafo" político teria sido crucial para a demissão do jornalista. "Agora está todo mundo com medo de se manifestar politicamente", diz um experiente repórter da Globo. "A piada interna é de que isso é o terrorismo made in Globo".

A Globo nega que haja qualquer relação entre a demissão de Rezende e o texto crítico da mídia. A direção de jornalismo da emissora diz que só tomou conhecimento do texto após a publicação de seu teor pelo blog do jornalista Maurício Stycer, do UOL, no último final de semana.

A demissão de Rezende também aumentou a tensão na GloboNews. Foi o segundo apresentador afastado em um mês. No começo de outubro, como o Notícias da TV informou em primeira mão, o jornalista Eduardo Grillo, que emprestou sua voz para a primeira narração do canal de notícias, em 1996, foi demitido ao voltar de férias. Ele ancorava o Jornal das Dez, o JN da GloboNews.

Outros dois funcionários importantes foram demitidos após cumprirem plantão, causando comoção na equipe, porque a chefia teria esperado os profissionais terminarem o trabalho do fim de semana para então abrir mão deles. Foram os casos de Fabio Watson, havia quase 30 anos na casa, e de Happy Carvalho, a mais experiente produtora do canal.

Uma fonte na Globo, aguçada observadora dos bastidores da emissora, afirma que os nervos estão à flor da pele porque as pessoas estão percebendo que alguma coisa anormal está acontecendo, mas não se sabe direito se os motivos são políticos, pessoais, ou por cortes de custos ou mudança de filosofia. Falta clareza, resume ela, o que aumenta a sensação de insegurança.

A Globo reafirma que Eduardo Grillo foi dispensado, a pedido, para "cuidar dos negócios da família". E a emissora diz desconhecer demissões após plantões.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Ficha técnica: War for the Planet of the Apes. EUA/Canadá/Nova Zelândia, 2017, 140 min. Direção: Matt Reeves. Elenco: Andy Serkis, Woody Harrelson, Steve Zahn, Karin Konoval, Toby Kebbell. Disponível no Now.

Sinopse: Os macacos liderados por Caesar (Serkis) enfrentam os humanos do sanguinário Coronel (Harrelson) em uma batalha mortal. Depois de sofrer várias perdas, Caesar precisa lutar contra seus instintos mais sombrios para vingar sua espécie. Tem início uma nova guerra que vai redefinir o futuro do planeta.

Por que assistir: Indicado ao Oscar de efeitos visuais, o longa rendeu protestos contra a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que optou por não indicar Serkis como melhor ator, já que a performance dele se deu por meio da captura de movimentos. Um dos mais badalados atores nesse segmento, Serkis dá show como Caesar, passando emoção na voz e nas expressões faciais do macaco com personalidade humana e muitos conflitos.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Novo The Voice

As cantoras Hailee Steinfeld e Kelly Clarkson estão na 14ª temporada do The Voice - Divulgação/Sony A partir do dia 28, o canal Sony transmitirá a 14ª temporada do The Voice, em sua versão norte-americana. Os episódios inéditos contam com uma nova técnica: a cantora Kelly Clarkson. Vencedora primeira temporada do ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Com quem Maria Vitória deve ficar em Tempo de Amar?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook