Bill O'Reilly

Acordo bilionário pode levar Fox a demitir âncora envolvido em assédio sexual

Reprodução/Fox News

Bill O'Reilly na Fox News; jornalista corre risco de demissão para não melar negócio da Fox - Reprodução/Fox News

Bill O'Reilly na Fox News; jornalista corre risco de demissão para não melar negócio da Fox

REDAÇÃO - Publicado em 18/04/2017, às 19h07

Os dias do âncora Bill O'Reilly na Fox News podem estar contados. Uma reportagem publicada nesta terça (18) no site da revista New York afirma que os filhos do magnata Rupert Murdoch, James e Lachlan, estão inclinados a demitir o jornalista, envolvido em um escândalo sexual. A demissão de O'Reilly, que está em férias, evitaria prejuízos a uma negociação bilionária.

James é o diretor-executivo da 21st Century Fox e Lachlan, o presidente do conselho administrativo do grupo. Contudo, o patriarca Murdoch, dono da Fox, resiste à ideia da demissão.

De acordo com a reportagem, a saída do apresentador poderia ser benéfica para a imagem da Fox e ajudaria a finalizar a compra integral da operadora de TV paga Sky, líder na Europa, no valor de US$ 14 bilhões (R$ 43 bilhões).

Hoje, o grupo Fox é dono de 39,14% da Sky europeia. No próximo dia 16, um órgão regulador britânico vai julgar a aquisição do controle da gigante de mídia pelos Murdoch.

Até então intocável, o prestígio de Bill O'Reiily começou a ruir no começo deste mês, após a divulgação de acusações de assédio que o jornalista teria cometido contra colegas de trabalho e convidadas de seu programa, primeiro lugar na TV paga norte-americana.

O jornal New York Times informou que ele pagou um "cala-boca" de US$ 13 milhões (R$ 40 milhões) para cinco mulheres não irem a público denunciá-lo pelas investidas sexuais.

Cerca de 50 anunciantes deixaram de patrocinar o jornalístico. Na semana passada, protestos ocorreram em frente à sede da Fox News. Os manifestantes exigiam uma postura mais severa contra O'Reilly, que sequer sofreu suspensão. As férias, coincidentemente no meio da polêmica, já estavam programadas havia meses.

O patriarca dos Murdoch hesita em tomar uma decisão contra O'Reilly pelo fato de ele ser um jornalista de renome nos Estados Unidos. Além disso, a Fox News não tem um substituto à altura. Até ano passado, esse posto poderia ser ocupado pela badalada Megyn Kelly, mas ela saiu em janeiro e foi para a rede NBC.

Murdoch tomou uma atitude bem diferente quando o ex-presidente do canal Roger Ailes também se envolveu em um escândalo sexual, em 2016. Para preservar a Fox News na pré-eleição norte-americana, o empresário demitiu Ailes.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Hilary Swank na TV

A atriz Hilary Swank no filme de faroeste Dívida de Honra, lançado em 2014 - Divulgação/Roadside Attractions A atriz Hilary Swank, duas vezes vencedora do Oscar, será uma das protagonistas de Trust, minissérie do canal FX programada para estrear em janeiro de 2018. O drama de dez episódios narrará o sequestro de ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Qual é o maior problema do Dancing Brasil?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook