RINALDI FARIA

Sobrevivente de tragédia, ex-mágico e palhaço será Silvio Santos da TV Gazeta

Reprodução/Instagram

Rinaldi Faria durante lançamento de DVD da dupla de palhaços Patati Patatá, em São Paulo - Reprodução/Instagram

Rinaldi Faria durante lançamento de DVD da dupla de palhaços Patati Patatá, em São Paulo

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 01/02/2018, às 06h11 - Atualizado às 15h11

Rinaldi Faria, empresário responsável pela marca Patati Patatá, assinou contrato com a Gazeta para apresentar um novo programa na emissora. Fã declarado de Silvio Santos, ele se inspira no dono do SBT para formatar sua atração. Assim como o comunicador, que trabalhou como camelô, Faria também viveu momentos difíceis: em 1985, escapou de um acidente de carro que matou três colegas de trabalho. Obrigado a se reinventar, construiu um império que vai muito além da televisão.

O acordo entre Gazeta e Rinaldi foi assinado na segunda-feira (29), e a equipe do programa trabalha para estrear em 5 de março. A atração, ainda sem título, será exibida de segunda a quinta, da meia-noite à 1h _não ocupará, portanto, o horário do Todo Seu, comandado por Ronnie Von.

"O sonho do Rinaldi sempre foi ser artista, desde jovem, quando ele era palhaço, mágico, fazia apresentações de circo", conta Paulo Lima, amigo de Faria e responsável pela direção-geral do novo programa. "O lado empresarial falou mais alto, mas agora ele quer recuperar esse sonho."

Antes de transformar Patati Patatá em marca milionária, Faria chegou a comandar o Rinaldi Magic Show, na Rede Vida, e, entre 2002 e 2003, apresentou o semanal Programa do Rinaldi, nas tardes de domingo da Gazeta. O projeto de sair dos bastidores e voltar à TV foi tirado da gaveta no ano passado.

Ídolo, Silvio Santos é a principal influência de Faria em sua nova empreitada. "Ele tem uma admiração muito forte, que inclusive virou parceria e colocou o Patati Patatá na televisão. Então vai ter uma inspiração, sim. Fará brincadeiras com o auditório, terá números musicais e games entre familiares. É um programa voltado para a família, e o Silvio faz isso muito bem há décadas", fala o diretor.

Ao Notícias da TV, Lima adianta que a atração terá quadros diferentes para cada dia da semana. "Vai ser um programa na linha de shows, um dia terá música, no outro vai promover um debate, num terceiro um bate-papo com artistas no sofá", diz.

O programa não será gravado na sede da Gazeta, na Avenida Paulista, mas nos estúdios da Rinaldi Produções, em Alphaville (Grande São Paulo). As gravações estão previstas para começar em 21 de fevereiro, e a equipe corre contra o tempo para deixar todos os detalhes prontos até lá.

Rinaldi (à dir.) com o quarteto Patati Patatá original

Tragédia na estrada
Rinaldi Faria começou sua carreira na década de 1980 como integrante do quarteto Patati Patatá, que contava com os palhaços Tuti-Fruti e Pirulito, o mágico Alacazam e a garota Pupy.

Eles se apresentavam em circos e escolas e faziam relativo sucesso. Mas, em 1985, um acidente de carro matou os palhaços e Pupy. Rinaldi então assumiu o controle da marca Patati Patatá, reformulou os palhaços para o visual que eles têm hoje e construiu um império avaliado em centenas de milhões.

A tragédia também despertou o lado espiritual de Rinaldi Faria, que virou pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. No YouTube, é possível assistir a pregações e testemunhos religiosos do empresário.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual foi o melhor reality da TV neste ano?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook