Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Estreia hoje

Série do AfroReggae, Paixão Bandida mostra homens que amam detentas

Carlos Fofinho/AfroReggae

O zelador Marcos Antônio Pastore e a namorada, Luciana, que cumpre pena na penitenciária do Butantã - Carlos Fofinho/AfroReggae

O zelador Marcos Antônio Pastore e a namorada, Luciana, que cumpre pena na penitenciária do Butantã

DANIEL CASTRO

Publicado em 30/4/2014 - 13h43

Numa visita à irmã na penitenciária de Franco da Rocha (Grande São Paulo), Marcos Antônio Pastore, 37 anos, conheceu Luciana, 34. Foi amor à primeira vista, e custou caro. Marcos perdeu o emprego em um cartório quando descobriram que ele namorava uma presidiária. Hoje vive de bicos como zelador, e 80% do que ganha ele gasta com Luciana.

Todo sábado, Marcos repete a cena. Prepara uma comida especial, às vezes uma feijoada, e a embala caprichosamente em marmitas. Atravessa a cidade até a penitenciária feminina do Butantã, onde Luciana atualmente cumpre pena por tráfico de drogas. Marcos só tem olhos para Luciana, cujo nome tatuou em um braço. Até os filhos ele deixou um pouco de lado.

"Quando eu vi a Luciana saindo da cela e sentando na quadra da prisão, eu tive certeza de que era ela que eu queria pra minha vida toda", conta Marcos, sobre o primeiro encontro.

A história de Marcos abre a segunda temporada de Paixão Bandida, série produzida pela ONG AfroReggae e que o canal pago GNT exibe a partir desta quarta (30), às 21h.

Em quatro episódios, a série de documentários traz uma delicadeza surpreendente para o universo que retrata. Fala de amor. Não mostra celas, grades nem ambientes severos. O três episódios seguintes retraram homens que criam os filhos em suas casas e cuidam das mulheres presas. São homens fieis e leais às suas companheiras.

Na primeira temporada, Paixão Bandida mostrou mulheres que amam homens condenados pela Justiça. Agora os papéis se invertem. Segundo o produtor Emerson Ferreira, um ex-presidiário, responsável pelos personagens que compõem a nova leva de documentários, somente 10% das mulheres presas recebem visitas de homens, proporção inversa à de mulheres que visitam homens.

Essa estatística terá uma baixa no final do ano. Luciana, que está grávida, vai ganhar a liberdade.

LEIA TAMBÉM:

Fiéis da Igreja Universal bancam até série bíblica da Record

Justiça absolve Danilo Gentili por oferecer banana a internauta negro

Jô Soares surpreende com beijo gay triplo em programa da Globo

Silvio Santos ameaça contratar Rezende e Bacci e apavora Record

Carlos Alberto de Nóbrega declara 'guerra' a Roberto Justus

Para levantar ibope, Globo mostra Bruna Marquezine quase nua


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

TUDO SOBRE

GNT

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
De vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas