Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

SHOW DOS FAMOSOS

Samantha Schmütz discute com Miguel Falabella, mas avança à final

Reprodução/TV Globo

Samantha Schmütz em homenagem aos Jackson 5 no Show dos Famosos de domingo (25) - Reprodução/TV Globo

Samantha Schmütz em homenagem aos Jackson 5 no Show dos Famosos de domingo (25)

REDAÇÃO

Publicado em 25/6/2017 - 20h46
Atualizado em 25/6/2017 - 21h08

Exibida neste domingo (25) e pela primeira vez com os oito compeditores se apresentando no mesmo dia, a semifinal do Show dos Famosos foi marcada por uma discussão entre Samantha Schmütz e Miguel Falabella. A humorista não ficou feliz após o jurado dizer que as únicas cantoras do quadro eram Fafá de Belém e Luiza Possi. Claudia Raia, Fausto Silva e Silvio de Abreu precisaram intervir para acalmar os ânimos dos dois. Apesar disso, Samantha se classificou para a final, juntamente com Ícaro Silva, Nelson Freitas e Luiza Possi.

O clima esquentou após a apresentação de todos os candidatos. Faustão perguntou a Falabella como a competição poderia mudar a vida dos participantes e o jurado começou a dizer que era uma oportunidade de tantos atores mostrarem que também são cantores. Samantha, então, pegou o microfone e disse que já era cantora. "Mas você tem CD lançado?", alfinetou Falabella.

"Muita gente acha que, porque você não é uma cantora famosa, você não é cantora. E não é bem assim", respondeu Samantha. "Não foi isso que eu falei", ressaltou o jurado. Ao perceber que a situação estava tensa, Faustão interveio: "É que a Luiza e a Fafá são mais conhecidas como cantoras. Mas aqui temos atores que cantam, atrizes, humoristas que cantam...", observou.

Líder da competição, Ícaro voltou a encarnar uma mulher após despontar como favorito logo na estreia, quando incorporou Beyoncé. Desta vez, fez um medley de Ivete Sangalo e arrancou elogios dos jurados. "Você não faz uma imitação de mulher, você interpreta uma", aplaudiu Silvio de Abreu. Silva levou três notas máximas do júri.

Na segunda posição, Samantha Schmütz homenageou Michael Jackson exatos oito anos após a morte do cantor. Com figurino e repertório da época dos Jackson 5, a atriz dividiu os críticos. "Sua voz é forte, ele cantava isso com muita suavidade, porque era uma criança, o seu ficou agressivo", observou Claudia Raia. Apesar disso, ela deu nota 10, contra 9,7 de Silvio de Abreu e 9,9 de Falabella.

Eliminados do primeiro grupo, Eriberto Leão e Fafá de Belém fizeram homenagens a Raul Seixas e Ângela Maria, respectivamente. Abreu disse que Leão incorporou Raul e deu nota 10, assim como Falabella; Claudia Raia deu 9,8 ao ator, que chegou a subir na mesa dos jurados em uma performance de Cowboy Fora da Lei.

Fafá foi elogiada pela coragem de fazer Ângela Maria. Silvio de Abreu adiantou que a Globo prepara uma minissérie sobre a vida da cantora. "É uma cantora que não só inspirou todas as outras, mas que tem um repertório popular da melhor qualidade. Ela merece todas as homenagens", elogiou o autor, que deu 9,8 para Fafá; as notas de Claudia e Falabella foram 9,9.

Luiza Possi abriu o segundo grupo interpretando a mãe, Zizi. Com a música Asa Morena, ela agradou aos críticos. "Eu não acho você parecida com sua mãe, mas ficou a cara dela. O olhar, o jeito de passar o dedo no cabelo. A afinação irritante que ela tem, essa voz de veludo", elogiou Claudia Raia, com a nota 9,9. Falabella e Abreu deram nota máxima.

Nelson Freitas veio na sequência, com o chapéu e os óculos escuros de Bono Vox, do U2. Os três jurados concordaram que o comediante já tinha feito performances melhores nas semanas anteriores. "O seu Psy [de Gangnam Style] foi fantástico. Hoje, não estava no mesmo nível", observou Silvio de Abreu. Freitas recebeu três notas 9,7, o pior resultado da noite. Apesar disso, ele avançou para a final.

Emanuelle Araújo interpretou Baby Consuelo em uma performance de Todo Dia Era Dia de Índio, com direito a um cacique declamando no palco. Ao fim da performance, a baiana traduziu o que o indígena tinha dito. "Somos todos irmãos, todos frutos dessa terra, filhos do grande espírito. Precisamos devolver à terra o fruto que ela nos dá, que é o amor", disse ela, sob aplausos. A apresentação foi elogiada, mas recebeu notas ruins: 9,7 de Silvio de Abreu, 9,8 de Claudia e Falabella.

Por fim, Enzo Romani se apresentou como o cantor Lenny Kravitz. Fã declarada do jovem ator, Claudia Raia não poupou elogios: "Você é muito jovem, mas de uma maturidade artística impressionante. É um artista multifacetado. Traz dentro de você esse impulso musical que nos arrebata. Pode fazer uma carreira linda", aplaudiu ela, que deu nota máxima, assim como Falabella. Abreu deu ao ator um 9,9.

Faustão anunciou que todos os artistas farão uma apresentação na semana que vem. Apenas os quatro finalistas, porém, seguem na disputa do quadro, que oferece um carro novo para o vencedor.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?