BRUNO PERUKA

Novo apresentador da Record fala mal dos colegas: 'Aqui só tem gente feia'

Edu Moraes/RecordTV

Bruno Peruka (à dir.) conversa com Fabíola Gadelha pelo telão do novo Balanço Geral - Edu Moraes/RecordTV

Bruno Peruka (à dir.) conversa com Fabíola Gadelha pelo telão do novo Balanço Geral

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 02/03/2018, às 14h35

Novo apresentador da Record, Bruno de Abreu, mais conhecido como Bruno Peruka, começou sua atual aventura na emissora com o pé errado, antes mesmo de estrear. Em conversa com jornalistas sobre os programas, ele acabou falando mal dos colegas: "Todas as emissoras seguem um padrão de beleza. Mas aqui na Record só tem gente feia", soltou.

"O Geraldo Luis é 'mal acabado'. Vocês já viram o Geraldo? (risos). O [Fábio] Porchat está bem, o Rodrigo Faro é bonitão, o [Marcos] Mion é caprichado. Mas no jornalismo... Ainda bem que a Record preza pela qualidade profissional. Pode perceber que todos do jornalismo da Record têm uma história bacana. Se fosse contratar pela beleza, eu estava ferrado", brincou o apresentador de 28 anos.

A repórter Fabíola Gadelha, que apresentará reportagens de comportamento nos jornalísticos, apressou-se para ajudar o colega a sair da confusão.

"Acho que a Record é pioneira em tudo o que ela faz, inclusive na questão da aparência. Eu fui a primeira mulher a apresentar um programa policial exibido nacionalmente, e isso em uma época na qual eu estava pesando 110 quilos. E nunca senti pressão nenhuma da emissora para emagrecer, fiz pela minha saúde", lembrou.

Discípulos de Marcelo Rezende (1951-2017), que misturava notícias sobre crimes com uma pegada mais divertida, Peruka e Fabíola apostam no bom humor como atrativo para a nova fase dos jornais da manhã. "Eu faço imitações, então vou fazer algumas no ar. Vou tentar brincar um pouco", adianta o apresentador.

Fabíola, que já flertou com o entretenimento ao participar do Dancing Brasil, quer aproveitar ainda mais a possibilidade de se divertir no ar. "Vou poder ser a Fabíola de verdade. No Cidade Alerta, a gente até brincava, mas tinha que manter uma certa seriedade. Agora, o público vai ter informação com irreverência."

O diretor Virgílio Abranches foi rápido ao definir os novos Balanço Geral e SP no Ar como revistas eletrônicas, e não jornais policiais.

"Vai ter humor, música. E vai ter notícias também. Como o Balanço entra no ar às 6h, vai noticiar o que acontece de madrugada, que geralmente é policial mesmo, não dá para evitar. Mas a família quer se informar sem sofrer, e nós queremos buscar essa leveza", justificou.

Bruno Peruka e Fabíola Gadelha não deixaram de citar Marcelo Rezende como inspiração para o novo trabalho. Afinal, o apresentador foi o responsável por lançar os dois para o público _inclusive, o apelido "Peruka" foi dado pelo veterano.

"Trabalhar com o Rezende faz sua vida mudar. Ele passava as experiências dele para a gente, contava tudo. Foi a melhor experiência que eu poderia ter", elogia Peruka.

Ao afilhado de Rezende, só falta uma versão do bordão "Corta pra mim" para chamar de sua. "Acho que vai surgir naturalmente, não adianta ficar pensando. Na TV, tem que ser você mesmo e deixar as coisas irem acontecendo."

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que castigo Isabel merece no final de Espelho da Vida?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook