Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LUIZ HENRIQUE MANDETTA

Ministro da Saúde pede desculpa após levar bronca no Jornal Nacional: 'A gente erra'

REPRODUÇÃO/TV BRASIL

Luiz Henrique Mandetta em coletiva de imprensa no ministério da Saúde

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta pediu desculpa aos meios de comunicação nesta segunda (30)

REDAÇÃO

Publicado em 30/3/2020 - 18h30

Na contramão do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde voltou a reforçar a necessidade do distanciamento social e se desculpou por ter criticado o trabalho da imprensa. Em coletiva na tarde desta segunda (30), Luiz Henrique Mandetta falou que levou um puxão de orelha da Globo, confessou que estava equivocado e pediu desculpa. "A gente erra", disse.

Em editorial lido por Ana Paula Araújo no Jornal Nacional do último sábado (28), a Globo condenou uma fala do ministro da Saúde contra o trabalho dos meios de comunicação brasileiros em meio ao coronavírus.

"O ministro da Saúde encontrou uma outra maneira de agradar o presidente: criticou o trabalho da imprensa, afirmando que os meios de comunicação são sórdidos, porque na visão dele só vendem se a matéria for ruim", falou Ana Paula.

"Na pandemia de um vírus letal, contra o qual não há medicamento ou vacina, é estarrecedor que ele [Mandetta] não reconheça que o nosso trabalho, o trabalho de todos os colegas jornalistas, daqui da Globo, mas também de todos os veículos, é um remédio poderoso: dar informação para que o povo possa se proteger", disse.

"Há muitos trabalhos essenciais, os dos médicos e enfermeiros em primeiro lugar, mas nós, jornalistas, estamos nas Redações e nas ruas arriscando nossa saúde, para cumprir nossa missão. E fazemos isso com orgulho", finalizou a âncora no Jornal Nacional.

Na coletiva de hoje (30), ao destacar o trabalho de todos os envolvidos, Mandetta fez um mea-culpa. "O assunto é muito maior do que o ministério da Saúde, essa briga não é minha, não é de Maria nem de José. Essa briga é da imprensa, dos meios de comunicação".

"Aliás, aqui eu falei dos meios de comunicação e ficaram bravos comigo, puxaram a minha orelha na Globo porque eu fiz um comentário sobre a cobertura. Eu peço desculpas, a gente quando erra, a gente erra. Peço desculpas", falou o ministro. Assista abaixo:

"Naquele momento, o que eu quis dizer é que leiam um livro, procure conversar, leia um pouco a Bíblia, nós estamos na quaresma", justificou Mandetta, que citou algo que ouviu no programa Manhattan Connection, da GloboNews, na sequência.

"Só poltrona, sofá e televisão é muito danoso, é estresse. O momento é um momento que tem que ter extrema grandeza todo mundo, pra respirar fundo. Nós temos notícia boa, temos paciente curado, temos paciente em alta, nós temos um exército de solidariedade e empresário ligando perguntando o que ele pode fazer", falou.

Veja abaixo o editorial do Jornal Nacional e as repercussões do pedido de desculpa de Mandetta:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?