Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CHAMADA DE MACHISTA

Luciana Gimenez pede desculpas ao vivo após ser acusada de maltratar convidadas

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Luciana Gimenez no palco do Superpop, na RedeTV!, em 4 de março de 2020

Luciana Gimenez no palco do Superpop, na RedeTV!; apresentadora é acusada de maltratar convidadas

REDAÇÃO

Publicado em 8/7/2020 - 17h06

Após ser acusada de maltratar convidadas em seu Superpop, na RedeTV!, Luciana Gimenez se retratou ao vivo em entrevista para o A Tarde É Sua, nesta quarta-feira (8). "Peço desculpas não só para ela, mas para outras mulheres que tenham se sentido ofendidas por essas frases fora do contexto", disse a apresentadora de 50 anos.

Na segunda-feira (6), Caroline Marchezi, ex de Felipe Araújo, relatou ter saído chorando após participar do programa de Luciana. Ela acusou a contratada da RedeTV! de ter feito comentários desrespeitosos e de cunho machista.

Após a repercussão do caso, outras famosas que também se sentiram desrespeitadas por Luciana vieram à tona. A modelo Kamila Simioni, a ex-BBB Jake Leal e Aline Hauck, ex-mulher do humorista Carlinhos Mendigo, criticaram a comunicadora nas redes sociais.

Diante do escândalo, Luciana conversou por telefone com Sonia Abrão para uma retratação. "Todo mundo me conhece. Estou fazendo programa ao vivo há 19 anos e, normalmente, nunca rebato nada que falam de mim. Isso não é porque tenho medo ou estou errada. É porque quando a gente rebate, a coisa vai tomando proporção muito maior", disse.

"A Carol pegou um trecho do programa que não foi ao ar. Ela esperou uma semana e colocou isso [no Instagram] na segunda-feira. Eu não ia falar nada, mas o meu filho Lucas [Jagger] acabou sendo atacado na internet também e falou: 'Mãe, talvez, você tenha que se explicar'", confidenciou.

A comunicadora ressaltou que nunca trataria uma mulher mal, pois passou momentos difíceis quando estava grávida de seu primogênito. "Sei que não é fácil. Então, como eu poderia tratar uma mulher que está passando dificuldade da mesma forma que passei mal? Eu não faria isso jamais. Sou mulher, sei que não é fácil ter um filho e ser mãe solteira", frisou.

"Se ela [Carol] se sentiu mal, o que pode acontecer porque, às vezes, a gente erra. Ela deveria ter chegado depois e falado: 'Lu, eu não gostei disso'. Eu teria dito na hora: 'Poxa, me desculpa, vamos pedir para cortar'. Ela saiu de lá [da RedeTV!] feliz da vida. A minha produtora a colocou no carro rindo. Eu não sabia que ela tinha se sentido ofendida", declarou.

O programa com a participação de Carol foi gravado e a parte divulgada por Carol nas redes sociais não foi ao ar. Para Luciana exibir uma frase fora do contexto não foi correta. "Ela não colocou a história inteira na internet. Eu dei um conselho para ela e dou de novo no ar: 'Carol, ele é pai do seu filho. Então, é melhor você guardar isso para você e tentar resolver na paz'", disse.

"Eu conversei com ela e não é porque eu gosto dele ou dela, é porque tem uma criança envolvida. Se a Carol não gostou da minha atitude e está dizendo que sou machista. Poxa, por que atacar outra mulher na internet com uma coisa que ela não gostou?", enfatizou.

Luciana explicou que expor uma reclamação para o público antes de tentar resolver com a outra parte envolvida, no caso ela, não foi a forma correta. "Porque ela não chegou para mim, ao invés de atacar outra mulher, e disse: 'Lu, eu não gostei'? Talvez me desse a chance de falar 'me desculpa' na hora. Então, dois errados não fazem certo. Se eu errei, peço desculpas", esclareceu.

"Se fiz algo que a magoou e que não foi intencional, o que ela fez foi intencional. Ela esperou uma semana para publicar um pedaço do programa, que foi editado, que tiraram do programa. Então, não entendi", reclamou.

Luciana explica frase polêmica

Em determinado momento do desabafo, Sonia questionou Luciana sobre a fase dita pela apresentadora para a ex do cantor: "O cara teve que engolir o filho goela abaixo". A artista reconheceu que o trecho pode ter magoado sua convidada.

"A maneira que a gente fala, às vezes, pode ofender as pessoas. Realmente, ela pode ter se sentido ofendida ali. Foi errada a maneira como falei e cortaram do programa. Não quer dizer que eu tenha sido machista, porque não sou. Talvez, ela não tenha gostado da maneira que eu tenha falado aquilo. Por isso, estou pedindo desculpas. Isso não quer dizer que tratei ela mal, que ela saiu de lá triste", destacou.

"Eu realmente não gostei na minha entonação. Apesar de não ter ido para o ar, peço de novo desculpas pela maneira como falei. Agora, nunca vou vestir a carapuça de que sou machista. Pelo amor de Deus, eu defendo as mulheres", argumentou.

A apresentadora admitiu que vai se policiar ao comandar seus programas na RedeTV!. "Talvez, o que falei tenha saído de uma forma diferente. Tomarei mais cuidado da próxima vez. Também sou humana. Sinto muito", reconheceu.

Na análise de Luciana, Caroline não teve sororidade com ela diante da queixa e mandou um recado para a modelo. "O que ela está fazendo é atacar outra mulher. Isso vai ficar na internet para o filho dela. Mais uma vez vou pedir desculpas para as mulheres que talvez tenham se sentido ofendidas. Vou usar a Carol como exemplo. Poxa, acontece", declarou.

"Tenho a consciência tranquila de que não quis ofender. E se ofendi, já fiz o meu papel porque acho que sou humana. Poxa, Carol, você é uma menina tão bonita, tão jovem e falou tanto de sororidade. Por que não teve comigo?" finalizou.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?