Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Memória da TV

Em 1996, autor da Globo enganou Silvio Santos e escreveu novela para Manchete

Fotos Divulgação

Walcyr Carrasco na apresentação de Eta Mundo Bom! à imprensa: autor usou pseudônimo - Fotos Divulgação

Walcyr Carrasco na apresentação de Eta Mundo Bom! à imprensa: autor usou pseudônimo

THELL DE CASTRO

Publicado em 24/1/2016 - 9h16

No ar na Globo com Eta Mundo Bom!, o autor Walcyr Carrasco se envolveu em uma confusão em 1996 ao escrever Xica da Silva para a extinta TV Manchete, usando o pseudônimo Adamo Angel. Durante meses, Carrasco enganou jornalistas e Silvio Santos, dono do SBT, onde era contratado como consultor de teledramaturgia. A farsa só foi descoberta na reta final de Xica da Silva, então um grande sucesso.

Em 4 de junho de 1996, a Folha de S.Paulo anunciou que a Manchete havia contratado o esotérico Adamo Angel para escrever Xica da Silva, que substituiria Tocaia Grande. Segundo o texto, Angel era um escritor esotérico, com formação pela USP e especialização em roteiro nos EUA. Ele estaria se preparando para o lançamento do livro Meditando com as Fadas.

"Adamo Angel é historiador, especializado na época de Xica da Silva. Ele tinha uma pré-sinopse de novela e estava procurando uma produtora independente. Mas quando o texto chegou às nossas mãos, resolvemos contratá-lo", disse o diretor Walter Avancini (1935-2001) à Folha. "Ele é muito reservado, não quer aparecer", completou. Para não se expor, Angel/Carrasco só dava entrevistas por fax.

Victor Wagner e Taís Araújo em Xica da Silva (1996)

Em 15 de setembro de 1996, dois dias antes da estreia da novela, o mistério permanecia. Nem os artistas do elenco, aparentemente, sabiam quem era o autor. "A qualidade do roteiro faz o elenco especular que Angel poderia ser Dias Gomes ou, até mesmo, Paulo Coelho", informou novo texto da Folha. A revista Contigo também tentou descobrir quem era o autor oculto.

Promoção

O mistério só foi desfeito meses depois. Em abril de 1997, a revista Veja publicou que o SBT, enfim, descobrira que o autor de Xica da Silva, que vinha derrotando a rede de Silvio Santos no Ibope, era um funcionário seu, descontente com a falta de espaço para escrever novelas na emissora. A reportagem de Ricardo Valladares revelava lances dignos de séries de detetives: diretores do SBT seguiram o diretor Walter Avancini pelas ruas de São Paulo e descobriram que ele se reunia com Walcyr Carrasco.

À Manchete, só restou apresentar Carrasco como sendo Adamo Angel. Em 18 de abril de 1997, a coluna Controle Remoto, do jornal O Globo, destacou: "Não foi por estar precisando de um extra que o consultor do SBT Walcyr Carrasco se aventurou a escrever clandestinamente uma novela para a Rede Manchete. Silvio Santos paga-lhe quase R$ 50 mil por mês".

Mas, ao invés de ser punido e multado pelo SBT, Carrasco foi promovido. Silvio Santos pediu que ele escrevesse uma novela para a casa. Assim, ele fez Fascinação, que estreou em 1998 e teve boa repercussão. Em 2000, seguiu para a Globo, estreando com o sucesso O Cravo e a Rosa, onde permanece até hoje.

Por ironia do destino, o SBT reprisou Xica da Silva entre março e dezembro de 2005, obtendo boa audiência.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?