Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Aniversário

Canal Brasil comemora 15 anos com festa e programação especial

Divulgação/Canal Brasil

Cena do filme Dossiê Jango, que investiga o que estaria por trás da morte do ex-presidente João Goulart - Divulgação/Canal Brasil

Cena do filme Dossiê Jango, que investiga o que estaria por trás da morte do ex-presidente João Goulart

PAULO PACHECO

Publicado em 12/9/2013 - 18h44
Atualizado em 18/9/2013 - 12h16

RESUMO: Primeiro canal por assinatura dedicado à produção audiovisual brasileira, Canal Brasil comemora hoje 15 anos de existência com festa e anúncio do vencedor da oitava edição do Grande Prêmio de Curtas-Metragens; documentário Dossiê Jango, inédito na TV paga, será exibido no dia 24

Para comemorar os 15 anos de existência, o Canal Brasil vai transmitir uma programação especial, com filmes inéditos, séries e shows com conteúdo 100% nacional, marca da emissora, além de uma premiação de curtas-metragens.

Durante a festa de aniversário, hoje (dia 18), no Jockey Club do Rio de Janeiro, o canal vai anunciar o vencedor do 8º Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens, com dez filmes escolhidos por críticos e jornalistas concorrendo a R$ 50 mil.

Até domingo (22), o canal exibirá cinco produções próprias e coproduções na Mostra Canal Brasil – 15 Anos, todos às 22h. São eles: Loki – Arnaldo Baptista (hoje), Canções do Exílio, a Labareda que Lambeu Tudo (amanhã),  Waldick – Sempre no Meu Coração (sexta, 20), Dzi Croquettes (sábado, 21) e Rock Brasília – Era de Ouro (domingo, dia 22). No dia 24, será transmitido pela primeira vez na TV o documentário Dossiê Jango, produzido pelo próprio canal.

Também faz parte da grade especial do Canal Brasil a série Cinema de Bordas, que vai abordar os desafios da produção dos filmes do chamado Cinema Marginal, a partir do dia 25.

História

O surgimento do Canal Brasil só foi possível com o advento da Lei do Cabo (nº 8.977), em 1995, e de um decreto de 1997 que obrigavam as operadoras a oferecer "pelo menos um canal exclusivo de programação composta por obras cinematográficas e audiovisuais brasileiras de produção independente".

Os cineastas Luiz Carlos Barreto, Anibal Massaini, Zelito Vianna, Roberto Farias, Marco Altberg, Patrick Siaretta e Paulo Mendonça se associaram à Globosat e criaram o canal, que começou com um acervo de 228 filmes nacionais.

Após alguns anos, a programação se diversificou com séries e programas, sempre dedicados à cultura brasileira. Mas o cinema ainda tem presença constante, ocupando quase 70% da grade do canal. 

“O canal surgiu num contexto em que o cinema produzido no Brasil ainda era visto com um certo desdém pela maioria das pessoas, e o Canal Brasil apresentou ou proporcionou a releitura de mais de 2.000 longas-metragens produzidos ao longo da nossa história, além de estar constantemente alinhado com a veiculação da recente e inédita produção”, lembra o gerente de programação, Alexandre Cunha.

O grande salto da emissora, no entanto, ocorreu no ano passado. Com a nova lei de TV por assinatura (12.485/11), que cria cotas de canais brasileiros na TV paga, em novembro último o Canal Brasil saltou de 3,5 milhões para cerca de 14 milhões de assinantes.

"A preocupação com a qualidade sempre esteve e estará presente no Canal Brasil, indiferentemente ao número de assinaturas. Nosso propósito de existir é o produto audiovisual brasileiro, ou seja, somos o que somos independentemente de qualquer fator externo", afirma Cunha.


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?