Vale o que Vier

Biógrafo de Roberto Carlos critica minissérie de Tim Maia: 'Aberração'

Reprodução/TV Globo

Roberto Carlos fala sobre Tim Maia em minissérie da Globo; biógrafo do 'Rei' criticou edição da emissora - Reprodução/TV Globo

Roberto Carlos fala sobre Tim Maia em minissérie da Globo; biógrafo do 'Rei' criticou edição da emissora

REDAÇÃO - Publicado em 06/01/2015, às 16h29

Autor da biografia Roberto Carlos em Detalhes (2006), censurada pelo cantor, Paulo Cesar de Araújo criticou a proteção da Globo a Roberto na minissérie Tim Maia - Vale o que Vier, reeditada a partir do filme Tim Maia (2014) e exibida na última semana. Para o jornalista, a edição da emissora, que cortou o desprezo do "Rei" ao músico morto em 1998, foi "constrangedora" e "uma aberração".

"Para minha surpresa, a parte mais polêmica da relação de Tim Maia com Roberto, nessa tentativa de ele se apresentar na Jovem Guarda, isso foi cortado e apareceu o Roberto dizendo que, na verdade, só tinha ajudado Tim Maia, que tudo foi bacana, não houve conflito nem contradição. Achei constrangedor", afirmou o biógrafo à rádio Estadão na noite de segunda-feira (5).

O jornalista considera "uma aberração" a transformação do filme em minissérie. Na reedição, a Globo cortou cenas em que Roberto Carlos, no auge da juventude e já famoso, despreza Tim Maia, ainda em início de carreira. No lugar, colocou depoimentos de Nelson Motta, autor da biografia que originou o longa, e do próprio Roberto, apresentando o "Rei" como o artista que lançou Tim Maia.

"Isso é lamentável, uma aberração só, uma confusão, não sei como foi possível isso, profissionais com experiência, como foi possível resultar nisso", desabafou o jornalista.

Segundo o biógrafo, a Globo preserva a imagem de Roberto Carlos e o transforma em bom-moço há mais de 40 anos, quando o cantor assinou contrato de exclusividade com a emissora.

"Desde 1974, quando Roberto assinou com a Globo, eles têm um contrato, acredito, pela forma como a Globo tem se comportado ao longo desse tempo, de preservar a imagem de Roberto Carlos. Isso não é um fato inédito, sempre aconteceu, a Globo sempre procurou valorizar os aspectos positivos, que engrandeçam o Roberto, e omitir, diminuir, apagar aquilo que possa prejudicar a imagem do Roberto", disse o jornalista.

Paulo Cesar de Araújo, que também escreveu O Réu e o Rei (2014), com o "outro lado" de Roberto Carlos, mais conservador e intransigente, acredita que o "Rei" não precisou nem ter pedido para a Globo eliminar a humilhação a Tim Maia, porque a emissora teria feito isso automaticamente.

"Acho que não é necessário mais nem o diálogo. Não precisa nem pedir. É quase no automático. Eles percebem algo que pode ser negativo para o Roberto e automaticamente já fizeram na edição", afirmou.

Roberto Carlos leva Tim Maia à gravadora e grava música dele; cena foi mantida pela Globo

Roberto Carlos: de vilão a herói

Uma sequência do filme em que Roberto despreza e humilha Tim Maia, entregando-lhe botas usadas e dinheiro amassado, foi trocada na minissérie por depoimentos de Nelson Motta, autor da biografia que originou o longa, e do próprio cantor. Na versão exibida pela Globo, o jornalista contradiz seu próprio livro e afirma que Roberto fez o que pôde para ajudar Tim. Já Roberto conta que indicou o futuro soulman brasileiro a uma gravadora.

"O Roberto (...) sabia o valor que o Tim tinha como cantor e compositor, tanto que levou o Tim para a Jovem Guarda. O Roberto fez o que pôde", afirmou Nelson Motta na Globo.

"'Tim, vou te apresentar à CBS. Vou arrumar para você gravar lá. Fique tranquilo'. E a Nice [Cleonice Rossi, primeira mulher de Roberto Carlos] virou e disse assim: 'Ajuda ele'. E ele sempre achou na vida dele que eu tinha feito isso porque a Nice tinha feito esse pedido e não foi, foi uma iniciativa realmente minha", disse Roberto Carlos na minissérie.

A Globo afirmou que a minissérie não é uma reexibição do filme: "Qualquer obra audiovisual segue critérios artísticos. O episódio mostrou Tim tentando sem sucesso falar com Roberto Carlos ao voltar dos Estados Unidos, em situações diferentes. O contexto foi mais detalhado nas entrevistas de Erasmo Carlos, Nelson Motta, Fábio e do próprio Roberto".

Globo apaga minissérie na web

O primeiro capítulo de Tim Maia - Vale o que Vier, foi retirado da página da Globo após a exibição do segundo episódio. A Globo diz que retirou o vídeo porque era apenas uma "ação promocional". "O primeiro episódio foi disponibilizado no site como ação promocional para que quem não assistiu ao primeiro episódio pudesse assistir antes de ver o segundo. E antes da exibição do segundo, na sexta-feira, foi retirado do ar".


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu casal favorito no Power Couple?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook