Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

QUEIMA DE ARQUIVO

Bacci culpa PCC por morte de homem atacado após aparecer no Cidade Alerta

REPRODUÇÃO/RECORD

Imagem de Luiz Bacci durante apresentação do Cidade Alerta

Luiz Bacci no Cidade Alerta; jornalista culpou PCC por morte de homem apresentado como suspeito

REDAÇÃO

Publicado em 15/7/2020 - 19h51
Atualizado em 15/7/2020 - 20h20

Luiz Bacci disse que a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) pode ser responsável pela morte de Alecio Ferreira Dias, apontado pelo Cidade Alerta como o principal suspeito no desaparecimento de Priscila Martins. Após o jornalista mostrar a foto borrada do suspeito no jornal, um grupo de moradores de Salto (SP) executou o homem com sete tiros na última segunda-feira (13).

"Pelas características, sete tiros disparados contra esse homem, há uma grande possibilidade, de acordo com a investigação, de se ter o PCC, que domina as comunidades onde tudo isso aconteceu", afirmou Bacci nesta quarta-feira (15) durante o programa da Record.

"Afinal de contas, a polícia estava prestes a pedir a prisão de Alecio. Já havia indício contra ele e, na calada da noite, alguem mata o rapaz. Alecio realmente estava envolvido, conforme acredita a polícia e a família? E, antes que ele falasse qualquer coisa, mataram ele com sete tiros. Não se descarta nesse momento, inclusive, a possível participação do Tribunal do Tráfico", complementou.

Desde o início da semana, o programa da Record apresenta o caso de Priscila, que sumiu em 6 de julho. A família da jovem de 18 anos registrou o desaparecimento na última segunda (13) e, neste dia, a Polícia Civil de São Paulo recebeu a informação de que Alecio teria sido a última pessoa a ter visto a garota, segundo o portal G1

Durante a edição de segunda-feira, Bacci disse que a polícia tinha um suspeito e mostrou uma foto borrada de Alecio, sem identificar o homem. "Ainda não temos autorização para mostrar sem esse borrão. Mas quem conhece esse homem já passa informações para a polícia. Quem é amigo desse homem sabe quem é. Por favor, não façam justiça com as próprias mãos. Até porque ele é investigado", explicou o apresentador na época.

Horas depois do programa, um grupo de moradores entrou na casa de Alecio, levou ele para um matagal e o executou com sete tiros. Fotos do crime foram compartilhadas em redes sociais e aplicativos de mensagem na região.

A polícia ainda não havia interrogado o homem sobre o desaparecimento de Priscila. Oficialmente, ela segue desaparecida. No entanto, os policiais de Salto encontraram um corpo carbonizado em outra área da cidade e, próximo a ele, foram apreendidos pertences semelhantes aos da jovem.

Confira o vídeo do Cidade Alerta de segunda-feira (13) sobre o caso:

Assassinatos em série?

No mesmo local onde foi encontrado o suposto corpo de Priscila, outras duas mulheres foram mortas em anos anteriores (em 2018 e 2019, respectivamente). Assim, segundo o Cidade Alerta desta quarta, os casos podem envolver um assassino em série ou um grupo de criminosos.

"A informação que chegou para a gente é que pelo menos oito pessoas participaram do crime. Até o momento, o que se sabe é que só o nome de Alecio era indicado como suspeito. Mas os parentes [de Priscila] afirmam que outras pessoas participaram da execução da jovem. Até agora, ninguém foi identificado. As famílias das outras duas mulheres mortas no mesmo lugar, em anos diferentes, até hoje não sabem quem é ou quem são os culpados", explicou a repórter Lorena Coutinho.

No estúdio, Bacci reforçou que "existem muitos indícios" de que Alecio seria o culpado pelo desaparecimento da jovem: "A polícia já estava atrás dele. Iam chamar para prestar depoimento, parece até que já estava confeccionando o mandado de prisão. Mas quem tem que fazer justiça é a Justiça".

"É o que eu disse aqui, vocês são testemunhas. Não façam justiça com as próprias mãos. Conhece esse homem? Nem puxe conversa com ele, entrega para a polícia. Denuncia ele", complementou o jornalista, ao reforçar a fala que havia realizado na segunda, antes da morte de Alecio.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%