Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Fim

Série símbolo da Netflix, House of Cards é cancelada após seis temporadas

Reprodução/Netflix

O protagonista Kevin Spacey em cena de House of Cards, série cancelada pela Netflix - Reprodução/Netflix

O protagonista Kevin Spacey em cena de House of Cards, série cancelada pela Netflix

REDAÇÃO

Publicado em 30/10/2017 - 17h34

A Netflix decidiu nesta segunda-feira (30) que a série House of Cards terminará na sexta temporada, a estrear em meados de 2018. A notícia foi divulgada poucas horas depois de o protagonista Kevin Spacey pedir desculpas por um ato de assédio sexual que cometeu no passado e assumir sua homossexualidade em um comunicado oficial.

De acordo com o site TV Line, que anunciou o término da série, representantes da Netflix afirmaram que a decisão de dar um fim à atração já havia sido tomada há meses e não foi influenciada pelas acusações a Spacey.

A Netflix enviou comunicado ao site em que explica que executivos da empresa e da produtora Media Rights Capital foram conversar com o elenco e a equipe sobre o caso de Spacey e o término da série, para que todos se sentissem seguros durante o trabalho. O protagonista não esteve presente no set nesta tarde, conforme a agenda de gravações já previa antes de toda a polêmica vir à tona.

House of Cards foi a série que alçou a Netflix a um lugar de honra no mercado de televisão mundial. Depois da atração sobre um político sem escrúpulos que faz de tudo para chegar à presidência dos Estados Unidos, a plataforma de streaming passou a produzir dramaturgia em série.

O fim do drama político engrossa a lista de séries da Netflix canceladas neste ano, ao lado de a Sense8, The Get Down e Gypsy.

O sexto ano trará o personagem de Kevin Spacey, o político Frank Underwood, afastado da cena principal da política norte-americana após renunciar ao cargo de presidente. O comando do país está com sua mulher, Claire, primeira mulher no mais alto cargo dos Estados Unidos.

Ao longo de cinco temporadas, House of Cards recebeu 53 indicações ao Emmy (cinco como melhor série) e ganhou sete estatuetas no total. A principal vitória foi em 2013: melhor direção para David Fincher.

Spacey acusado
A controvérsia em relação a Spacey começou no domingo (29), quando o ator Anthony Rapp (Star Trek: Discovery) disse em entrevista ao site Buzzfeed que o veterano havia tentado abusar sexualmente dele em 1986. Spacey levou Rapp, então com 14 anos, para um quarto de hotel e deitou em cima dele.

Em comunicado que divulgou no Twitter na madrugada de segunda, Spacey disse que não se lembrava do ocorrido, mas que admirava Rapp e lhe devia desculpas. O ator também assumiu pela primeira vez que é homossexual.

"Na minha vida, tive relaciomentos com homens e mulheres. Amei e tive relacionamentos românticos com homens ao longo da minha vida, e escolhi hoje viver como um homem gay. Quero lidar com isso de forma honesta e aberta, e isso começa comigo examinando meu próprio comportamento", afirmou.

A nota não foi bem recebida na comunidade LGBT. Muitos atores e ativistas gays acharam que Spacey estava tentando desviar o fato de ter cometido um crime ao assediar um menor de idade chamando a atenção para a revelação sobre sua homossexualidade.

Leia também

Web Stories

+
Dia da Luta contra a LGBTfobia: Félix, Ivan e outros personagens que marcaram a TVLançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelação

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera dos capítulos inéditos de Salve-se Quem Puder?