Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

As Crônicas de Frankenstein

Série recria Frankenstein com ex-Game of Thrones e crianças mutiladas

Divulgação/ITV

O ator britânico Sean Bean em cena da primeira temporada de As Crônicas de Frankenstein - Divulgação/ITV

O ator britânico Sean Bean em cena da primeira temporada de As Crônicas de Frankenstein

JOÃO DA PAZ

Publicado em 12/8/2016 - 5h01

Protagonizada por Sean Bean, o Ned Stark de Game of Thrones, a série britânica As Crônicas de Frankenstein dá uma nova roupagem ao mito de Frankenstein, o monstro criado com pedaços de cadáveres. Na atração, ambientada em Londres no começo do século 19, uma criança é encontrada morta no rio Tâmisa. Bizarro, seu corpo é feito de oito partes de outras crianças. A produção estreia nesta sexta, (12), às 22h25, no canal A&E, em versão dublada.

Cadáver remendado de menina encontrado em um rio 

Sean Bean dá vida ao inspetor John Marlott, um veterano da Batalha de Waterloo (1815). Ele é contratado pelo secretário do Interior Robert Peel (Tom Ward) para investigar o caso. Peel (um personagem real) se vê em meio a uma crise política no Reino Unido devido a um projeto de lei em discussão no Parlamento, que viria a se chamar Anatomy Act (a lei existe de verdade). O projeto propunha acabar com o tráfico de cadáveres. A legalização permitiu que médicos e professores de medicina pudessem trabalhar com corpos não reclamados por familiares. Cristãos fizeram forte oposição ao projeto.

Marlott acompanha as discussões de perto e chega a visitar uma aula de anatomia enquanto investiga algumas mortes e desaparecimentos de crianças, casos que podem levá-lo a pistas sobre o corpo encontrado no Tâmisa. Na jornada, ele se depara com um jornalista, Boz (Ryan Sampson), que está fazendo a mesma coisa que ele. Os dois formam uma aliança.

Personagens reais

As Crônicas de Frankenstein faz uma bem-sucedida mistura de ficção com fatos reais. Além do debate em torno do Anatomy Act e de Peel, há outras referências históricas. Boz, por exemplo, é um dos pseudônimos do escritor Charles Dickens, que começou a carreira de jornalista no The Morning Chronicle cobrindo os acontecimentos na Câmara dos Comuns.

Divulgação/ITV

O renomado romancista Charles Dickens aparece na série na pele do ator Ryan Sampson

O pintor e poeta William Blake (Steven Berkoff) também está presente na série. Alguns de seus trabalhos podem ajudar Marlott a desvendar o caso. Uma das referências mais bacanas vem com a "mãe" de Frankenstein. A escritora Mary Shelley (Anna Maxwell Martin), autora do livro Frankenstein, publicado em 1818, tem um papel importante na trama e interage com Marlott. O inspetor, inclusive, lê a obra dela para entender se é possível existir uma relação entre a ficção e o real.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Por que o ex abriu mão da herança de R$ 500 milhões de Marília Mendonça?BBB 22: Pegação, ameaça de desistência e queridômetro sacodem edição paz e amorBBB 22: Luciano sabota sonho da fama e se frustra com número de seguidoresFinal de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas