Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Melhores da TV - Análise

Precisava mais um Emmy para Jim Parsons e Modern Family?

Divulgação

Jim Parsons, vencedor do Emmy de melhor ator de comédia no Emmy 2013 - Divulgação

Jim Parsons, vencedor do Emmy de melhor ator de comédia no Emmy 2013

BRUNO CARVALHO

Publicado em 23/9/2013 - 6h52

Começou com uma montagem fraca e nada inventiva envolvendo o sempre talentoso apresentador Neil Patrick Harris. Seguiu para um bid que envolveu os recentes mestres de cerimônia Jimmy Kimmel, Jane Lynch, Jimmy Fallon e Conan O’Brien. Daí culminou em Kevin Spacey e na ótima menção a House of Cards, que fez história no Emmy como a primeira produção totalmente para internet indicada nas categorias principais.

O Emmy, enfim, foi direto ao ponto e premiou com precisão os primeiros vencedores. Como foi bom ver Merritt Wever, Julia Louis-Dreyfuss, Tony Hale e outros com estátuas na mão em vez de nomes batidos.

Precisava de um terceiro Emmy pra Jim Parsons? Não, mas a noite seguiu bem dando o primeiro Emmy de Anna Gunn por Breaking Bade foi capaz de surpreender com Bobby Cannavale (Boardwalk Empire) e Jeff Daniels (The Newsroom) levando a estatueta no lugar de outros favoritos, incluindo Kevin Spacey, Peter Dinklage, Aaron Paul e Bryan Cranston. Foram prêmios merecidos, e isso é inegável.

Já o apresentador Neil Patrick Harris preferiu mais exercer seus talentos musicais e de dança e canto do que os cômicos. O Emmy virou o Tony, com três grandes números musicais no decorrer de suas longas e habituais três horas de duração.

Faltou graça? Sim. Foi um dos Emmys mais burocráticos recentemente. Mas foi balanceado, o que importa, ao contrário da bagunça generalizada que costuma ocorrer nos Golden Globes, por exemplo. Embora com o pedal no automático em se tratando de premiar comédia (muitos votantes são velhos e conservadores) _premiando Modern Family pelo quarto ano seguido (quando temos Veep, Louie e Parks por aí)_ a Academia finalmente deu o prêmio para Breaking Bad como a melhor série dramática do ano, que foi, depois de esnobá-la em outras categorias técnicas e de atuação masculina este ano.

E Homeland  só levou por Q&A porque aquele foi o único episódio bom de toda a segunda temporada. Se os votantes realmente assistissem à série, dificilmente ela levaria.


BRUNO CARVALHO é editor do Ligado em Série

Web Stories

+
42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do reality

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?