Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NOVA CHANCE

Globo estreia na internet versão latina e 'menos sobrenatural' de Supermax

Fotos: Divulgação/TV Globo

Elenco da versão latina de Supermax, que estará disponível no Globo Play nesta quinta (5) - Fotos: Divulgação/TV Globo

Elenco da versão latina de Supermax, que estará disponível no Globo Play nesta quinta (5)

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 5/10/2017 - 5h38

Considerada um dos maiores fracassos da história da Globo, Supermax ganha uma "nova chance" nesta quinta-feira (5): a versão latina da produção será disponibilizada no Globo Play, o aplicativo de vídeo sob demanda da emissora. Feita para o mercado que fala espanhol, será a primeira atração legendada no serviço. A série inédita aposta mais no terror psicológico e menos no sobrenatural da versão brasileira, que confundiu o público no ano passado.

Com direção do argentino Daniel Burman, de O Abraço Partido (2004), a nova Supermax foi gravada nos mesmos cenários da versão brasileira e com um ponto de partida similar: pessoas bem diferentes são confinadas em um presídio desativado para participar de um reality show. Quando o contato com a equipe é cortado, eles precisam sobreviver em circunstâncias pouco ideais.

A partir daí, porém, a série toma outro rumo. "A narrativa é bem diferente, as tramas dos participantes também. Os roteiristas nem viram a série brasileira, só o primeiro capítulo. Depois, foram construindo a história que eles queriam contar", afirma Felipe Hintze, um dos dois brasileiros no elenco _a outra é Laura Neiva, de O Rebu.

Assim, no lugar dos zumbis, monstros demoníacos e epidemias mortais que aterrorizaram os personagens de Cleo Pires e Mariana Ximenes (e espantaram o público), a série latina investe nos dramas pessoais dos confinados, em suas relações entre eles e com as pessoas que estão fora do presídio.

Com realismo brutal, há até cenas de uma rebelião na prisão que culmina em um massacre sangrento _que levaram à desativação da cadeia anos antes.

Felipe Hintze e Cecilia Roth em bastidor de Supermax

Já transmitida na Argentina (pela pouco expressiva TV Pública) e atualmente no ar na Espanha, a série não estava prevista para ser exibida no Brasil. A chegada ao Globo Play pegou até o elenco de surpresa. "Foi bem inesperado. Todo mundo me perguntava como fazia para ver e eu falava que não tinha previsão", diz Felipe, atualmente em Malhação. "O bom é que dá para ver na hora que quiser, assistir a tudo de uma vez."

Como atrativo para um mercado mundial, o elenco de Supermax mistura atores de vários países: além de Felipe e Laura, estão na série o espanhol Santiago Segura, o uruguaio César Troncoso, o cubano Rubén Cortada, o mexicano Alejandro Camacho e os argentinos Nicolaz Goldschimidt, Guillermo Pfenning, Laura Novoa, Alexia Moyano, Juan Pablo Geretto, Antonio Birabent e Cecilia Roth (musa do espanhol Pedro Almodóvar).

"Era uma mistura de sotaques, mas deram uma neutralizada para ficar mais universal. A própria Laura tinha o dela, acho que trabalharam muito o meu para ficar próximo do da Cecilia [que interpreta a mãe dele]", explica Hintze, que também virou uma espécie de guia do elenco estrangeiro durante as gravações no Rio.

"Levei nos pontos turísticos, nos restaurantes... Mas o mais engraçado é que eles já tinham uma visão dos Estúdios Globo porque Avenida Brasil foi um fenômeno na Argentina, ficavam pedindo para conhecer a 'Carmina'", lembra, aos risos, em referência à vilã vivida por Adriana Esteves na novela de 2012.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?