Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Estreia hoje

Favorita ao Emmy, série discute se existe preconceito contra brancos

Divulgação/ABC

A atriz Felicity Huffman olha atravessado para duas mulheres negras em cena de American Crime - Divulgação/ABC

A atriz Felicity Huffman olha atravessado para duas mulheres negras em cena de American Crime

JOÃO DA PAZ

Publicado em 26/5/2015 - 9h51

Existe racismo contra brancos? Essa pergunta é o ponto central da série American Crime, que estreia nesta terça (26), às 22h, no canal AXN. Uma mãe, Barb Skokie (Felicity Huffman), tem o filho assassinado dentro de casa. Ela não aceita a versão da polícia, de que o rapaz estaria envolvido com o tráfico de drogas, e luta para o assassino seja julgado por crime racial. O principal suspeito é um negro. A vítima é um homem branco. 

Criado por John Ridley, do filme 12 Anos de Escravidão, o drama se passa na cidade de Modesto, Califórnia, e é um dos favoritos ao Emmy de 2015 na categoria série limitada (novo nome dado ao prêmio disputado por minisséries). Terá a concorrência direta de American Horror Story: Freak Show na cerimônia que será realizada em setembro.

Os protagonistas de American Crime, Huffman e Timothy Hutton, também são favoritos nas categorias individuais no Emmy. Eles interpretam um casal divorciado que se une para lutar por justiça. A personagem vivida por Huffman é mais incisiva que do que marido, Russ. Insiste que o filho foi morto por ser branco. Argumenta que um dos suspeitos, o negro Carter Nix (Elvis Nolasco), tem antecedentes em que as todas vítimas eram brancas. A mãe quer que Matt (Grant Merritt) não seja tratado apenas como um drogado e delinquente.

Os atores Elvis Nolasco e Caitlin Gerard formam um polêmico casal em American Crime

Outros tipos de racismo

O acusado, no entanto, também é vítima de preconceito por parte da irmã, Aliyah Shadeed (Regina King). Ele namora uma mulher loira e branca chamada Aubry Taylor (Caitlin Gerard). Muçulmana convertida, Aliyah reprova a relação inter-racial e oferece ajuda ao irmão para livrá-lo das acusações, desde que encerre seu relacionamento. Aliyah enxerga que Nix está sendo vítima de racismo por ser negro. 

Os hispânicos, como são rotulados os latinos que moram nos Estados Unidos, também aparecem em American Crime. A polícia investiga participação de um latino no assassinato. Um jovem rapaz de ascendência mexicana é preso por supostamente ter emprestado um carro a um dos bandidos envolvidos no homicídio. Alonzo Gutierrez (Benito Martinez), pai do adolescente Tony (Johnny Ortiz), nega que o filho tenha alguma coisa a ver com o crime. Ele discursa contra os imigrantes ilegais e alega que um deles participou do caso.

Os 11 episódios da primeira temporada de American Crime registraram números satisfatórios para a rede norte-americana ABC. Foram 4,97 milhões de telespectadores por episódio. Apesar de não ser um estrondoso sucesso de público, a série ganhou elogios da crítica e terá uma segunda temporada.

Será contada uma história diferente na nova leva de episódios, com atores da temporada de estreia interpretando outros personagens, similar ao que ocorre com American Horror Story. Até o momento, só os protagonistas Felicity e Hutton confirmaram retorno.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas