Lena Headey

Atriz de Game of Thrones acusa Harvey Weinstein de assédio sexual

Divulgação/HBO

Lena Headey na sétima temporada de Game of Thrones; atriz é mais uma vítima de produtor - Divulgação/HBO

Lena Headey na sétima temporada de Game of Thrones; atriz é mais uma vítima de produtor

REDAÇÃO - Publicado em 17/10/2017, às 16h17

A atriz Lena Headey usou sua conta no Twitter, nesta terça (16), para revelar que foi assediada sexualmente por Harvey Weinstein, em duas ocasiões. Ela é uma entre mais de 40 mulheres que vieram a público denunciar investidas impróprias do produtor de filmes de Hollywood. Lena contou sobre um encontro em Veneza e outro em Los Angeles.

"A primeira vez que eu conheci Harvey Weinstein foi no Festival de Veneza [em 2005]", escreveu a atriz. "Em certo momento, Harvey me convidou para uma caminhada perto de um lago. Eu fui e ele fez um comentário sugestivo, um gesto. Eu apenas ri e fiquei chocada. Me lembro de pensar: 'Isso só pode ser uma piada'. Disse algo como: 'Seria como beijar meu próprio pai!' Nunca mais fiz outro filme com ele."

O segundo ataque foi mais dramático. Weinstein chegou a agredi-la após recusa de uma proposta indecente: "Eu disse a ele: 'Não estou interessada em nada a não ser trabalho. Por favor, não pense que eu entrei aqui com outro objetivo, nada vai acontecer'", lembrou Lena, ao relatar a vez em que entrou no quarto de hotel do produtor para falar de novos projetos cinematográficos.

"Ele pegou no meu braço, apertou e me conduziu de volta para o elevador e até a recepção do hotel", continuou Lena. "[Harvey] pagou pelo meu carro e sussurrou no meu ouvido: 'Não conte isso para ninguém, muito menos [para] seu empresário'. Eu entrei no carro e chorei."

A Cersei de Game of Thrones é a quarta atriz conhecida de TV que vem a público contra Weinstein. Uma das protagonistas de Charmed (1998-2006), Rose McGowan usou o Twitter para publicar os abusos e assédios dele em Hollywood. Minka Kelly, ex-Friday Night Lights (2006-2011), revelou que o produtor chegou a pedir para ela ser sua namorada. Já Eva Green, ex-Penny Dreadful (2014-2016), contou que chegou a empurrá-lo após um encontro de negócios em Paris.

Desde o começo do mês, depois de reportagens do jornal New York Times e da revista New Yorker, dezenas de mulheres vieram a público denunciar os comportamentos inapropriados de Harvey Weinstein, um dos produtores mais famosos de Hollywood. Ele fundou a The Weinstein Company, estúdio poderoso, casa de grandes filmes como Pulp Fiction (1994), Shakespeare Apaixonado (1998), O Discurso do Rei (2010), entre outros. Weinstein foi expulso da própria empresa.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você vai acompanhar Salve-se Quem Puder?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook