Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Capítulos de 18 a 22/4

Os Dez Mandamentos: Betânia se casa com rei, mas foge da lua-de-mel

Reprodução/Record

Marcela Barrozo (Betânia) em cena de Os Dez Mandamentos, novela da Record - Reprodução/Record

Marcela Barrozo (Betânia) em cena de Os Dez Mandamentos, novela da Record

REDAÇÃO

Publicado em 17/4/2016 - 8h24

RESUMO: Betânia (Marcela Barrozo) pensará em desistir do casamento com Balaque (Daniel Alvim), mas Balaão (Leonardo Vieira) a ameaçará de morte. Após a cerimônia, a irmã de Zípora (Giselle Itié) conseguirá enrolar o marido para escapar da noite de núpcias e procurará Balaão para exigir que ele cumpra o acordo e revele onde está a filha que ela abandonou

Segunda, 18/4 (Capítulo 11)

Jetro agoniza no chão. Adira se desespera e tenta alcançar o pai, mas os amorreus a seguram. Moisés e Josué ficam intrigados com a forma com que Zur atacou Moisés. Bina feliz lembra da noite de amor com Corá, que estava sob efeito da erva. Zípora conversa com as irmãs. Todas empolgadas com o casamento de Betânia. Natan estranha a demora de Jetro e Adira e vai procurar por eles acompanhado das crianças. Moisés fica na dúvida se Josué deve seguir viagem até Moabe. As crianças encontram o avô ferido no chão e perguntam pela mãe. Adira está amarrada a carroça. Jetro pede que Natan leve seus netos para o acampamento dos hebreus. O pai de Adira se despede de Abner e Haya e morre. Moisés e Zípora decidem viajar para saber do paradeiro de Jetro e da família. Arão nota a tensão de Moisés. Josué pede Ana em casamento e combinam a cerimônia na volta da viagem para Moabe. Zur surpreende Jaque com um beijo. Corá se oferece para ir junto e Moisés acaba concordando. Balaque e Elda mentem para Betânia e dizem que Adira e as crianças estão mortas. Moisés diz que Deus está pedindo para que todos desistam de seguir viagem e anuncia a decisão no acampamento. As irmãs de Zípora ficam inconformadas.

Terça, 19/4 (Capítulo 12)

Natan desiste de pedir ajuda e encontra uma caverna. Datã, Zur e Abirão, escondidos, aproveitam o pouco que restou das ervas. Miriã e Hur conversam. Hur elogia a beleza de Miriã e tenta beijá-la, mas ela recua. Zípora diz a Moisés que está preocupada com a família e o marido a conforta. Haya acorda chamando pela mãe e tem o pressentimento que Adira corre perigo. Natan consola as crianças. Um oficial informa ao rei Balaque que Moisés aceitou o convite do casamento. Elda conta a Betânia que Moisés e sua família estarão presentes no casamento e ela se anima. Betânia confidencia a Emma que se interessou por Moisés assim que ele chegou em Midiã. Zur e Jaque se beijam. Ele tenta se aproveitar, mas a irmã de Zípora diz que só depois que ele falar com Moisés. Deus chama por Moisés e diz que tem visto o empenho de todo Israel em construir sua morada, o tabernáculo. Moisés assente e pede que Deus proteja o caminho de Josué. Josué e os demais homens chegam ao reino de Moabe, em Quir. Adira e outras mulheres prisioneiras se aproximam do Reino dos Amorreus. Balaque fica possesso ao saber que Moisés enviou Josué como representante. Balaão orienta Betânia a mentir para Moisés e os demais e assim o feiticeiro ajudará a encontrar sua filha. O rei, furioso, recebe Josué.

Quarta, 20/4 (Capítulo 13)

Josué fica tenso, mas se mantém firme diante do rei. Balaque questiona porque Moisés deu sua palavra e não compareceu. Josué diz que ele ficou cuidando da construção do tabernáculo para o Deus de Israel. Josué pergunta por Jetro e sua família. Arão e Moisés conversam sobre o desafio de conquistar as terras de Canaã. Balaque mente e diz a Josué que o reino foi invadido por inimigos que mataram Menahem e Jetro. Josué exige saber o paradeiro de Adira e das crianças, e Balaque confirma que fugiram. Na cidade de Hesbom, dos amorreus, Adira está amarrada a carroça e prestes a ser negociada como escrava. Josué se apresenta para Betânia, diz que foi enviado por Moisés e quer falar a sós com ela. Betânia confirma toda a história para Josué e sofre muito por mentir. Ela diz que aceitou o pedido de casamento e vai permanecer em Moabe. Betânia explica para Josué que vai ficar para encontrar a filha. Ele tenta convencê-la do contrário. Ana diz a Joana que acha que ela está interessada por Arão. Balaque recebe Josué e os demais hebreus na sala do trono, com um grande banquete. Tanya tenta seduzir Josué, que nem nota a moça. Balaão lembra Betânia que ela deve permanecer firme na mentira contada a Josué e no dia seguinte ao casamento ela saberá onde está sua filha. Chega o dia do casamento de Betânia. Ela chora lembrando os conselhos do pai e pensa em desistir.

Quinta, 21/4 (Capítulo 14)

Betânia tenta fugir para não se casar com o rei. Emma consegue alcançá-la e Betânia pede ajuda da serva para encontrar Josué. Tanya conta para a rainha que Betânia começou a chorar na prova do vestido e saiu apressada. Os convidados aguardam na sala do trono, entre eles Josué, Corá, Aoliabe e Calebe. Elda exige que Betânia volte, mas a moça é firme e diz que vai voltar para o acampamento com sua família. Balaão pede para ficar a sós com ela e usa uma de suas técnicas para convencê-la. Betânia diz que está decidida a ir embora e Moisés a ajudará a encontrar sua filha. Balaão ameaça matá-la. Betânia recua e volta para o harém para se arrumar. Josué estranha a demora de Betânia e decide procurar por ela, mas é impedido pelos reis. Balaque fica deslumbrado com a beleza de Betânia com os trajes de noiva. Josué percebe que Betânia não está feliz. Josué se aproxima de Betânia e diz que ainda pode tira-la de lá. Ela agradece, mas fala que tem seus motivos para casar. Corá e Elda se encontram escondidos. A rainha confessa que Balaque matou Jetro e Menahem e diz não ter certeza se Adira, os filhos e o servo manco estão mesmo mortos. Josué e os demais já estão se acomodando no deserto para passar a noite. Corá se afasta do grupo. Entra numa caverna para prepara ervas. Natan e as crianças aparecem. Corá percebe a perna manca do servo e supõe que as crianças são os filhos de Adira. Natan explica que precisam ir ao Sinai para encontrar Moisés. Corá, se fingindo de bom, diz que também está indo para lá.

Sexta, 22/4 (Capítulo 15)

Corá se finge de amigo e diz que vai levar Natan, Abner e Haya para o acampamento hebreu. Balaão diz a Betania que está satisfeito por ela ter cumprido sua parte no trato. E ela pede o mesmo a ele. Betânia se apresenta ao rei para noite de núpcias e não disfarça a tristeza. Talita, a outra serva, leva comida para Adira, que chora ao lembrar da família. Natan explica para Corá tudo o que aconteceu desde foram a Moabe. Corá finge indignação e diz que vai ajudá-los a chegar ao acampamento hebreu. Corá planeja matar Natan e empurra o servo de Jetro de um penhasco. Ele volta à caverna e tenta matar Abner, mas desiste quando vê o menino dormindo. Betânia diz a Emma que não chegou a se deitar com o rei. A dama adverte que ela não conseguirá adiar isso por muito tempo. Abner desperta e pergunta por Natan. Corá diz que o servo morreu em um assalto. O menino se desespera ao saber que vai voltar para a cidade de Quir. Na beira do penhasco, Natan ferido e sangrando, tenta se levantar. 


Capítulos fornecidos pelas emissoras; sujeitos a alteração sem aviso prévio


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de Os Dez Mandamentos


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas