Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Quem ganha mais?

Rodrigo Santoro pede até R$ 100 mil para ficar duas horas em evento

O ator Rodrigo Santoro, que não sai de casa por menos de R$ 100 mil para duas horas de evento -

O ator Rodrigo Santoro, que não sai de casa por menos de R$ 100 mil para duas horas de evento

Por MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 4/10/2013 - 15h20
Atualizado em 6/10/2013 - 7h00

Celebridades estão no olho do furacão quando o assunto é promover marcas. Globais como Rodrigo Lombardi e Cauã Reymond pedem R$ 80 mil porque não estão dispostos a fazer qualquer trabalho. No ar na novela das nove da Globo, Caio Castro é um dos mais requisitados no momento, mas ele não deixa o Projac por menos de R$ 50 mil por duas horas de fotos, entrevistas e autógrafos

O mercado de presenças VIPs está aquecido. Hoje, as empresas desembolsam até R$ 100 mil para garantir uma celebridade durante apenas duas horas em eventos promocionais de marcas.

Atores novatos e ex-BBBs pedem na faixa de R$ 15 mil, enquanto top famosos não saem de casa por menos de R$ 100 mil, até para selecionar os eventos, já que são muitas as propostas.

É o caso de Rodrigo Santoro. O galã, que emplacou em Hollywood, já chegou a pedir R$ 100 mil para desfilar em um shopping, uma quantia tida como exorbitante por muitos contratantes, porque daria para contratar até cinco atores que fazem sucesso e trabalham com cachês de R$ 20 mil.

Segundo uma fonte do Notícias da TV, quem está na novela das nove da Globo é visto como artista de retorno certo para esse tipo de promoção. Mesmo os que aparecem pouco. Felipe Titto, o mordomo Wagner de Amor à Vida, e Julio Rocha, o médico canastrão Jacques da novela de Walcyr Carrasco, cobram de R$ 15 mil a R$ 20 mil para participarem de eventos.

O ator Caio Castro faturou R$ 100 mil no mesmo dia em uma feira de beleza (Foto: Raphael Dias/TV Globo)

Um dos atores mais requisitados do momento é Caio Castro, que dá vida ao médico Michel. Nos últimos meses, ele participou de evento de loja de roupas, relógios e até de celulares. Seu cachê está cotado na casa dos R$ 50 mil.

Recentemente, em uma feira de beleza em São Paulo, Castro arrastou uma multidão de fãs para os dois estandes de cosméticos que o contrataram. Ou seja, estima-se que só neste dia, com as duas presenças VIPs que fez, ele teria faturado R$ 100 mil.

Nomes de peso

Cauã Reymond e Grazi Massafera estão na lista dos nomes de peso desse mercado, que só aumenta. O valor para ter um deles sorrindo e fotografando, diante dos painéis das marcas, atendendo a imprensa e até fãs, gira em torno de R$ 80 mil.

Em geral, os contratos são de duas horas e, por fora, ainda são acrescentadas algumas exigências, como passagens aéreas e hospedagem para o contratado e seu estafe (assessores e empresário). Durante a novela Salve Jorge, a quantia de R$ 80 mil também era o valor cobrado por Rodrigo Lombardi, o mocinho da trama.

Casais como Grazi e Cauã são o sonho de consumo das marcas por darem muito retorno (Foto: João MIguel Jr./Globo)

Casais costumam ser o sonho de consumo das marcas por renderem muito bem. O objetivo, em geral, dos contratantes é ter publicações de fotos e reportagens em diferentes mídias, como sites, jornais, revistas e TV. Seguido de muitos comentários em redes sociais e um bom atendimento ao público presente no evento. Na lista dos que rendem muito bem, figuram nomes como Reynaldo Gianecchini e Adriane Galisteu, mesmo quando eles não estão em projetos na televisão.

Para escolher quem vai representar um lançamento como garoto-propaganda, além dos fatores de retorno, são levados em conta as características do artista. Ele tem de ter o perfil que vai atrair o consumidor do produto. Há até uma gíria no mercado publicitário para definir o ingrediente que o escolhido tem de ter: “cola”. Os marketeiros pesquisam se fulano ou ciclano “colam” com a marca.

Chatos de galocha

As contratações podem ser feitas pelo departamento de marketing das empresas ou agências de relações públicas. E, na cotação do artista, é levado em conta se ele é uma pessoa disponível, que vai atender toda a demanda do evento. Existem empresas que evitam atores conhecidos como “chatos de galocha”, aqueles que não querem tirar foto com fã ou colocam empecilho em tudo.

Tem também celebridade que é muito tímida e não gosta de fazer esse tipo de trabalho. Jayme Matarazzo e Thiago Martins são apontados como artistas com esse perfil. Na contramão deles está o apresentador Rodrigo Faro, que tem fama de superdisponível. Ele costuma até participar das reuniões pré-eventos, quando são formalizados os contratos, o que não é nada comum.

Rodrigo Faro é bem visto pelas empresa, pois costuma ser participativo e disponível (Foto: Edu Moraes/Record)

Censura

No entanto, as emissoras de TV muitas vezes não permitem que os personagens que os atores vivem sejam explorados por eles comercialmente. Uma publicitária conta que tentou contratar Marcello Antony para um evento de gastronomia quando ele fazia um chef de cozinha na novela Paraíso Tropical (2007), mas a Globo não autorizou.

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Mitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novela

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas