Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PIP 2014

Rafinha Bastos rouba a cena em premiação da indústria pornô

Francisco Cepeda/Agenews

Rafinha Bastos testa camisa de força ao lado do ilusionista Gustavo Vierini no PIP 2014 - Francisco Cepeda/Agenews

Rafinha Bastos testa camisa de força ao lado do ilusionista Gustavo Vierini no PIP 2014

DANIEL CASTRO

Publicado em 15/10/2014 - 10h10

[Atenção: este texto contém linguagem imprópria para crianças]

As grandes estrelas da noite eram Angel Lima, Fabiane Thompson, Ed Júnior e Marco Cidade. Pelo palco, passaram o ator Serjão Loroza, a ex-jurada Elke Maravilha, a ex-chacrete Rita Cadillac e a ex-BBB Fani Pacheco. Mas quem roubou a cena foi Rafinha Bastos. Apresentador de um talk show de prestígio, o Agora É Tarde (Band), Bastos deu um toque "mainstream" a um evento de um setor marginalizado: o primeiro Prêmio da Indústria Pornô, o PIP, realizado e bancado (sem patrocínio) pelo Sexy Hot, principal canal erótico da TV por assinatura brasileira, ontem (14) à noite em São Paulo.

Bastos subiu ao palco para receber o primeiro prêmio da noite, o de melhor cena de orgia, conquistado pela produtora Brasileirinhas com o filme Amigas da Minha Irmã. "Posso dizer literalmente que receber esse prêmio foi do c...", não resistiu o ex-CQC. Mais tarde, Bastos dialogou com uma envergonhada Rita Cadillac, apresentadora do prêmio de melhor atriz. "Estou investindo nesse mercado, sim, senhora", respondeu da plateia. Mentira. Bastos estava na premiação porque é "amigão" do dono da Brasileirinhas e porque aprecia pornografia. "Acho essa indústria legal pra caramba", justificou ao Notícias da TV.

Bastos voltou ao palco em um inusitado papel de assistente de mágico. Ajudou o ilusionista Gustavo Vierini a se imobilizar em uma camisa de força, antes da entrega da melhor cena de fetiche.

Prestígio de celebridades como Rafinha Bastos era exatamente o que precisava o Sexy Hot, parceria da Globosat com a Playboy TV América Latina. Por mais que seja outsider, Bastos faz parte da "grande TV". O PIP foi criado para celebrar "uma indústria que vibra, cresce e aparece", como se anunciou maliciosamente na festa, mas também para ajudá-la a quebrar preconceitos, explica Maurício Palleta, diretor do Sexy Hot, que se abastece das produções dessa indústria.

Em nome da seriedade, a premiação foi cercada de cuidados: nenhuma imagem de sexo explícita foi exibida, nem mesmo quando se anunciaram categorias como "dupla penetração" e "melhor cena de sexo oral". Não havia go-go boys e dominatrix seminuas. Antes da premiação, não se serviu bebida alcoolica. A noite só não foi exatamente convencional por causa do objeto da festa.

Neste ano, foram premiadas 11 categorias. Nove foram pelo voto dos assinantes do Sexy Hot, via internet. Duas foram escolhlidas por um júri técnico, incluindo profissionais da Globo. Nessas duas últimas, entraram a "sensibilidade voyeur" do melhor diretor (Marco Cidade) e o melhor filme (Show de Bundas).

Nas categorias populares, brilhou a atriz Angel Lima. Ela levou os prêmios de melhor cena de sexo oral e de melhor cena de sexo anal. Comemorou de costas, mostrando o traseiro (vestido) para os fotógrafos e plateia. Angel também faturou a melhor cena de fetiche, dividindo a estatueta (no formato de um cubo!) com Ed Júnior, eleito o melhor ator por Disk Boquete.

Apesar das boas atuações em três categorias fundamentais do pornô, Angel Lima não levou o prêmio de melhor atriz, o que parece uma contradição. Ela perdeu para Fabiane Thompson, que nem "trabalha" mais, grávida que está.

O Oscar do pornô nacional premiou ainda o longa Transa ao Som de Cinza pelo melhor título. Renatinha Gaúcha venceu Carol Castro (não a atriz da Globo) como revelação do ano, mas não compareceu para receber o prêmio.

Com o PIP, o pornô evolui, mas, aparentemente, ainda tem contas a acertar como divã. Nos agradecimentos, diferentemente do Oscar de Hollywood, nenhum discurso começou com "Eu gostaria de agradecer ao meu pai, minha mãe, minha avó...". Só o invejado namorado de Angel Lima se apresentou como tal, enaltecendo as qualidades da companheira, segundo ele, verdadeiramente "o melhor boquete do planeta".


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?