Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Amor de mãe

Astrid Fontenelle ameaça processar jornalista que rotular o filho

 -

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 25/9/2013 - 13h59

Astrid Fontenelle nunca escondeu de ninguém que seu filho Gabriel, de cinco anos, foi adotado. No entanto, a apresentadora sai em defesa da criança que, segundo ela, muitas vezes é rotulada como “adotada” em manchetes de revistas e jornais.

“Não gosto de ver ‘Astrid passeia com o filho adotado’ estampado. Eu nunca vi ninguém colocar lá ‘Gugu com os filhos, feitos por meio de inseminação artificial’. Não quero esse título para ele, que é meu filho. Se quiserem, eu mostro a certidão dele”, dispara a apresentadora.

Astrid afirma que já ameaçou publicações de processo por conta disso, já que Gabriel é seu filho e ponto. “O jeito que ele veio não faz a menor diferença”, esclarece a apresentadora, que também afirma que não precisa carregar a bandeira da adoção.

Ela atualmente está se dividindo entre a apresentação do programa Saia Justa, do GNT, e as gravações de Chegadas e Partidas, atração do mesmo canal pago cuja quinta temporada estreia hoje (25) às 20h.

Apesar da missão dupla na TV, a veterana afirma que o herdeiro é prioridade em sua agenda todos os dias. Astrid só sai para trabalhar depois das 13h, após dar almoço a Gabriel. “Sei que o meu trabalho ajuda, mas penso nele antes de marcar qualquer coisa”, revela.

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
De vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas