Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ESTADO GRAVE

Após recusar vacina, Elizangela é internada com sequelas da Covid-19

ESTEVAM AVELLAR/TV GLOBO

Elizangela caracterizada como Aurora na novela A Força do Querer (2017)

Elizangela como Aurora na novela A Força do Querer (2017); atriz está internada em estado grave

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 21/1/2022 - 9h35

Conhecida por vários papéis marcantes em novelas, Elizangela precisou ser internada na quinta-feira (20) por conta de sequelas respiratórias da Covid-19. A atriz de 67 anos está em estado grave no Hospital Municipal José Rabello de Mello, em Guapimirim, na baixada fluminense, e quase precisou ser intubada. Ela não tomou nenhuma dose do imunizante contra a doença e já fez publicações contra a vacinação nas redes sociais.

De acordo com informações da Prefeitura de Guapimirim, os últimos testes da veterana apontaram que ela já não está mais infectada com o coronavírus.

No entanto, as sequelas da doença prejudicaram o sistema respiratório e, por isso, ela permanece em observação e recebendo medicação no CTI (Centro de Terapia Intensivo) nesta sexta-feira (21).

Elizangela já tinha ido até a unidade médica na semana passada com mal estar. Ela foi atendida e acabou liberada no mesmo dia. Mas, na quinta (20), voltou ao hospital em estado mais grave, foi encaminhada para o CTI e teve que ser estabilizada pelos médicos.

A assessoria de imprensa da atriz informou ao G1 que ela é "rebelde" e se recusou a tomar a vacina. No final de 2020, a intérprete de Aurora em A Força do Querer (2017) já tinha sido duramente criticada nas redes sociais depois de comparar a vacinação obrigatória com estupro.

A atriz postou a imagem de um braço prestes a receber a injeção com os dizeres "penetração sem consentimento é estupro". Ela ainda incluiu o lema feminista "Meu corpo, minhas regras" na legenda.

Veja a publicação:


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.