Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Memória da TV

Primeiro BBB teve eliminação de Marisa Orth, polícia e cachorra abandonada

Fotos: Reprodução/TV Globo

O jornalista e apresentador Pedro Bial na primeira edição do Big Brother Brasil em 2002 - Fotos: Reprodução/TV Globo

O jornalista e apresentador Pedro Bial na primeira edição do Big Brother Brasil em 2002

THELL DE CASTRO

Publicado em 20/1/2019 - 8h18

Atualmente em sua 19ª edição, Big Brother Brasil estreou na Globo em 29 de janeiro de 2002 e, desde então, domina as atenções no primeiro semestre de cada ano. Após tanto tempo, muita gente já não se lembra dos perrengues que marcaram a edição inicial, como gafes dos apresentadores e problemas com participantes, inclusive com a polícia.

Inicialmente, o reality show tinha dois apresentadores: o jornalista Pedro Bial e a atriz Marisa Orth. Mas a dupla não se entrosou e logo foi desfeita. Marisa deixou a apresentação diária ao vivo após algumas gafes, como anunciar a um participante, Caetano, que ele já estava no paredão antes mesmo da indicação do líder e da votação dos demais participantes.

Remanejada para um quadro de entrevistas com os brothers, a atriz deixou definitivamente a atração antes mesmo de sua reta final. Bial ficou sozinho no comando e assim permaneceu até a edição de 2016 --no BBB17, foi a vez de Tiago Leifert assumir.

Marisa Orth cometeu gafes na apresentação e teve quadro de entrevistas no reality show

Já o primeiro líder da história do BBB foi o cabeleireiro franco-angolano Sérgio, que também foi o primeiro a ter o seu nome envolvido em uma confusão com a polícia.

Em situação ilegal no Brasil, foi notificado a se apresentar por não ter o visto de permanência definitiva. Agentes foram até a sede da Globo para dar o aviso --ele teria que deixar o país em até oito dias. No final das contas, foi autorizado a permanecer por mais seis meses e concluir sua participação no reality show.

Pouca gente também se lembra que as primeiras votações não eram ao vivo, mas, sim, gravadas no confessionário nas manhãs de domingo. Dessa forma, os participantes deveriam guardar segredo sobre suas escolhas até o período noturno, aumentando a tensão dentro da casa.

Polícia investigou situação do cabeleireiro franco-angolano Sérgio na primeira edição do BBB

O termo paredão, aliás, não foi inventado pelos profissionais da Globo, que chamava a eliminação de berlinda. Foi o artista plástico Adriano quem começou a utilizar a expressão, que acabou pegando e foi adotada oficialmente pela emissora após algum período de insistência.

Até uma cachorrinha chegou a ficar confinada dentro da casa com os participantes. Chamada de Mole, se afeiçoou a Caetano, o primeiro eliminado, ficando desorientada após a sua saída --foi comovente a cena do animal tentando sair do confinamento junto com o modelo. Dias depois, inclusive, após intenso debate na imprensa sobre sua permanência dentro da casa, Mole deixou a atração.

Vencedor quase deixou o programa
O primeiro vencedor do BBB também poderia ter sido diferente. Por muito pouco, Kleber Bambam não abandonou o reality show logo na terceira semana de exibição.

Ele teve uma áspera discussão com outro participante, Bruno e, na votação seguinte, ambos foram enviados para o paredão pelos demais integrantes da casa.

Kleber Bambam foi o vencedor do BBB1, mas ameaçou sair do programa ao ir para o paredão

Assim que recebeu a notícia de que estaria na berlinda, Bambam arrumou sua mala e avisou que deixaria a casa. "Todo mundo, com exceção do Bruno, votou em mim. Minha situação está complicada, vai ser muito difícil contornar isso. Então, eu vou partir", disse, "sob fracos protestos do grupo", de acordo com reportagem do jornal O Globo de 18 de fevereiro de 2002.

Bambam foi ao confessionário e anunciou sua saída, mas acabou convencido pela produção a permanecer. No final das contas, Bruno acabou deixando a casa, com 53% dos votos do público, contra 47% dos votos do oponente, que começou a ganhar força entre o público. 

Semanas depois, em uma atividade onde todos receberam materiais para estímulo da criatividade, o dançarino construiu a boneca de sucata Maria Eugênia, um dos fatores que comoveram o público e lhe deram a vitória no reality show.

Após receber o prêmio de R$ 500 mil, Bambam viajou de helicóptero do Rio de Janeiro (RJ) para São Paulo (SP), onde foi entrevistado ao vivo por Jô Soares no Programa do Jô. Desde então, a prática nunca mais foi realizada pela emissora.


THELL DE CASTROé jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Web Stories

+
Oportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundoDe sequestro-relâmpago a surto de ciúme: Veja a história de Kyra e Alan em Salve-se Quem PuderDe buraco de minhoca à salvação do Tesseract: O que você precisa saber antes de ver Loki

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?