Cruzada

Bispo da Universal manda obreiros ameaçarem operadoras de TV paga

Reprodução/TV IURD

O bispo Sergio Corrêa, que mandou mensagem para obreiros protestarem contra operadoras - Reprodução/TV IURD

O bispo Sergio Corrêa, que mandou mensagem para obreiros protestarem contra operadoras

DANIEL CASTRO - Publicado em 26/03/2017, às 09h26

A disputa entre Record, SBT e RedeTV! e as operadoras de TV por assinatura está virando uma Cruzada. Lideranças da Igreja Universal do Reino de Deus estão mobilizando fiéis para pressionarem Net, Sky, Claro e Vivo, ameaçando o cancelamento de suas assinaturas caso as operadoras deixem de carregar as três emissoras a partir da próxima quarta-feira (29). Obreiros da Universal receberam ordens para denunciarem na Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e nos Procons.

Com o desligamento da TV analógica na Grande São Paulo, as emissoras de TV aberta poderão cobrar por seus sinais na TV paga. De olho numa receita que, segundo estimativas, pode variar de R$ 500 milhões a R$ 3,5 bilhões por ano, Record, SBT e RedeTV! criaram uma empresa, a Simba, para negociar seus sinais.

Desde a última sexta-feira, as três emissoras estão exibindo comunicados e mensagens de apresentadores afirmando que a partir de quarta-feira deixarão de ser transmitidas pelas operadoras de TV paga. Acusam as empresas de se recusarem a negociar valores. As operadoras, no entanto, dizem que ainda não receberam nenhuma proposta comercial, informação confirmada pela própria Simba.

Mensagem publicada no Whatsapp por Sergio Corrêa

Em mensagem publicada em grupos no Whatspp no sábado (25), o bispo Sergio Corrêa, responsável pelos cerca de 100 mil obreiros da Universal em todo o país, conclamou membros e fiéis da igreja a ligarem para os call centers das operadoras e perguntarem se é verdade o que as emissoras estão anunciando, que deixarão de ser distribuídas por elas a partir de quarta. "Porque se for verdade [diga que] eu quero cancelar agora a minha assinatura", orienta Corrêa.

A mensagem foi publicada no Facebook pelo ex-bispo da Universal Alfredo Paulo Filho, que vem fazendo denúncias contra a igreja liderada por Edir Macedo, dono da Record. "Veja a que ponto chegou o poder de manipulação, querer usar os fiéis para defender interesses próprios", protestou o religioso no post em que reproduziu o apelo de Sergio Corrêa.

Em outra ação nas redes sociais, também dirigida a pastores e obreiros, a Igreja Universal reproduz um banner em que diz que Net, Sky, Oi, Claro e Vivo "querem tirar nosso direito como telespectadores".

"Pagamos por todos os canais quando assinamos, não seria quebra de contrato [cortar o sinal de Record, SBT e RedeTV!]?", questiona o anúncio, que orienta: "Denuncie: Anatel - 1331 / Procon - 151".

A mobilização de obreiros é uma estratégia que costuma dar resultados. Os obreiros sustentam as igrejas financeiramente e têm contato direto com os frequentadores dos cultos. Têm força para colocar hashtags no topo do Twitter e até para lotar cinemas.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Esquadrão Bizarro

Esquadrão Bizarro

Ficha técnica: Série, EUA/Canadá, 2014. Criação: Tim McKeon, Adam Peltzman. Elenco: Dalila Bela, Filip Geljo, Millie Davis, Anna Cathcart e Isaac Kragten. Disponível no Gloob Play e no Now.

Sinopse: O Esquadrão Bizarro é uma organização formada por agentes pré-adolescentes que resolvem problemas peculiares sempre usando conhecimentos e habilidades de matemática. Eles também frequentam um laboratório e usam equipamentos supertecnológicos criados por cientistas durante suas investigações.

Por que assistir: Os episódios de cerca de dez minutos sempre apresentam casos diferentes e criativos que prendem a atenção dos pequenos telespectadores, como de pessoas sugadas por um videogame ou de um agente que se transforma em sofá. Premiada por melhor performance de atores infantis, direção, figurino e maquiagem pelo Daytime Emmy Awards, a atração é um sucesso internacional.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Amor acaba

Gillian Jacobs e Paul Rust em Love; comédia termina com a terceira temporada - Divulgação/Netflix A terceira temporada de Love será a última. A comédia da Netflix, do showrunner Judd Apatow (Girls), retornará com novos episódios em 9 de março, com a oportunidade de dar um desfecho apropriado à história ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem você gostaria que substituísse Cátia Fonseca no Mulheres?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Fechar