Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Fogo amigo

Vídeo que derrubou William Waack vazou de dentro da própria Globo

Reprodução/TV Globo

O comentarista Paulo Sotero e William Waack no Jornal da Globo de 8 de novembro de 2016 - Reprodução/TV Globo

O comentarista Paulo Sotero e William Waack no Jornal da Globo de 8 de novembro de 2016

DANIEL CASTRO

Publicado em 9/11/2017 - 12h43

O vídeo que causou o afastamento de William Waack do Jornal da Globo, flagrado em suposta declaração racista, vazou de dentro da própria Globo, em São Paulo. Foi realizado em 8 de novembro de 2016, no dia da eleição de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos, e apareceu nas redes sociais exatamente um ano depois.

As imagens foram captadas pela mesma câmera que transmitiu, minutos depois, Waack e o comentarista Paulo Sotero falando dos primeiros resultados das eleições norte-americanas, diretamente de Washington. Foram transmitidas via satélite e armazenadas em servidor em São Paulo.

O áudio, no entanto, não é do microfone de Waack, mas do sistema de intercomunicação entre São Paulo e a capital dos Estados Unidos, daí a qualidade ruim. Em inglês, técnicos conversam sobre ajustes para a transmissão que ocorreria minutos depois no Jornal da Globo.

No vídeo, Waack está pronto para entrar no ar e se irrita com um motorista que passa na rua, buzinando. "Está buzinando por que, seu merda do cacete?", reclama. Em seguida, ele se vira para Paulo Sotero. "Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é. Sabe o que é?", diz, referindo-se, provavelmente, a eleitor de Barack Obama.

Sotero parece confuso, e Waack move sua boca em um cochicho inaudível, no qual teria dito "Preto, né? É coisa de preto com certeza". Segundo o comunicado da Globo, Waack afirmou não se lembrar do ocorrido, mas pediu sinceras desculpas. A emissora afastou o jornalista do comando do Jornal da Globo, decisão que motivou celebração e indignação nos bastidores

O vídeo surgiu ontem, um ano depois da eleição de Trump, em grupos no WhatsApp. Explosivo, passou a circular em redes sociais abertas e virou um dos principais assuntos do dia.

Na Globo, não faltam potenciais suspeitos de estarem por traz do vazamento do vídeo. Waack coleciona desafetos há décadas, de porteiros a colegas de bancada. Ele teve problemas, por exemplo, com Lilian Wite Fibe e Ana Paula Padrão, ex-apresentadoras do Jornal da Globo, e esteve por trás da queda de Chistiane Pelajo, afastada do telejornal há dois anos.

Veja o vídeo que vazou na internet na quarta-feira (8):

Prêmio NTV Melhores do ano

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas