SEM MEMÓRIA

Globo apaga Marlene Mattos, Ana Paula Padrão e Tom Cavalcante de sua história

Fotos: Divulgação/Reprodução/AgNews

Ana Paula Padrão, Tom Cavalcante e Marlene Mattos: história de décadas apagada na web - Fotos: Divulgação/Reprodução/AgNews

Ana Paula Padrão, Tom Cavalcante e Marlene Mattos: história de décadas apagada na web

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 31/10/2017, às 05h57

O que Marlene Mattos, Ana Paula Padrão e Tom Cavalcante têm em comum com Dercy Gonçalves? Figuras importantes da televisão brasileira, os quatro estão fora do projeto Memória Globo, criado pela emissora em 1999 para contar sua história de mais de 50 anos por meio de documentos, depoimentos em vídeo e, principalmente, um site.

Os quatro não são as únicas exclusões notáveis do site. Pedro Cardoso, que passou 14 anos no humorístico A Grande Família, também não tem um perfil no Memória Globo. Assim como a jornalista Mariana Godoy, que trabalhou durante 23 anos na emissora. Ou o casal Eliakim Araújo e Leila Cordeiro, precursores de William Bonner e Fátima Bernardes como "casal 20" do jornalismo e que dividiram a bancada do Jornal da Globo nos anos 1980. É como se eles não tivessem feito parte da história da emissora _ou tivessem sido apagados.

Confira sete excluídos pelo Memória Globo (e perfis similares que estão no site):

divulgação/tv globo

Dercy Gonçalves em cena da novela Deus Nos Acuda: programas estão no site; a atriz, não

Dercy Gonçalves
A exclusão de Dercy Gonçalves (1907-2008) é uma das mais surpreendentes, já que a comediante é considerada uma das personalidades mais importantes da TV brasileira. Programas como Dercy Espetacular (1966-1967) e Dercy de Verdade (1967-1970), contudo, estão contemplados no site. Versátil, ela também atuou em novelas como Que Rei Sou Eu? (1989) e Deus Nos Acuda (1992), mas nunca foi fiel à Globo: trabalhou na Band, na Record e no SBT ao longo de seus mais de 100 anos de vida.

Atores-humoristas tanto quanto Dercy Gonçalves, Diogo Vilela e Ney Latorraca, por exemplo, têm perfis no site.

AgNews

Afastada da TV, Marlene Mattos atualmente é administradora de um hotel fazenda em Sergipe

Marlene Mattos
A diretora e empresária Marlene Mattos trabalhou para a Globo entre as décadas de 1980 e 2000. Boa parte desse período, esteve ao lado de Xuxa, sua cliente mais famosa e que ela transformou em rainha. Marlene teve outros projetos na emissora, onde chegou a ser diretora de núcleo: dirigiu o Mais Você, de Ana Maria Braga, e criou o Jovens Tardes, que durou três temporadas.

Diretores de núcleo contemporâneos de Marlene, Guel Arraes e Maurício Sherman estão presentes no Memória Globo.

reprodução/tv globo

Tom Cavalcante trocou a Globo pela Record e passou mais de uma década banido do canal

Tom Cavalcante
Intérprete de João Canabrava e do porteiro Ribamar, entre outros personagens clássicos, Tom Cavalcante virou persona non grata na Globo depois de romper seu contrato em 2004 e ir para a Record, na qual trabalhou durante sete anos com um programa próprio. Como represália, passou mais de uma década banido da emissora _a traição só foi perdoada em 2015, quando se apresentou no Domingão do Faustão.

Miguel Falabella, Aracy Balabanian e Luis Gustavo, colegas de Tom Cavalcante no Sai de Baixo (1996-2002), têm perfis no site histórico da Globo.

edu moraes/recordtv

Pedro Cardoso relembrou seus dias de A Grande Família no Programa do Porchat, da Record

Pedro Cardoso
Além de passar 14 anos em A Grande Família na pele do malandro Agostinho, Pedro Cardoso também foi roteirista da TV Pirata (1988-1992), escreveu e atuou em A Comédia da Vida Privada (1995-1997) e apresentou o Vida ao Vivo Show, que começou como quadro do Fantástico e fez tanto sucesso que virou programa entre 1998 e 1999. Demitido da Globo, Cardoso detonou a emissora em entrevista ao programa Pânico: "Tiveram o mais absoluto desprezo pela minha história", disse.

O Memória Globo, no entanto, não se esqueceu de Marco Nanini e Marieta Severo, de A Grande Família, e de Luiz Fernando Guimarães, do Vida ao Vivo Show.

divulgação/band

Ana Paula Padrão trocou o jornalismo e agora é apresentadora do reality MasterChef, da Band

Ana Paula Padrão
A jornalista Ana Paula Padrão trabalhou na Globo entre 1987 e 2005. No período, foi âncora e editora-executiva do Jornal da Globo e chegou a apresentar o Jornal Nacional em cobertura de férias e folgas. Na primeira metade da década passada, era uma das maiores estrelas do jornalismo da emissora. Insatisfeita com a bancada, trocou a emissora pelo SBT e depois pela Record, até ir para a Band apresentar o MasterChef.

Lillian Witte Fibe (que deixou a Globo em 2000) e Poliana Abritta, apresentadora do Fantástico, têm biografias do Memória Globo.

divulgação/redetv!

Depois de mais de duas décadas na Globo, Mariana Godoy agora faz entrevistas na RedeTV!

Mariana Godoy
A jornalista Mariana Godoy pediu demissão da Globo em 2014, depois de passar 23 anos por lá. Na época, ela tinha sido remanejada para a Globo News, onde dividia a apresentação do Jornal das Dez com a comentarista Renata Lo Prete, que crescia em prestígio dentro da empresa por suas informações políticas. Ao Notícias da TV, em junho deste ano, Mariana negou que tenha saído brigada do canal. "São todos meus amigos, sempre foram", disse.

O Memória Globo, pelo jeito, tem outra opinião. Ou avalia que Ana Paula Araújo, Monalisa Perrone e Renata Vasconcellos são mais relevantes do que Mariana.

divulgação/cbs

Ícones do jornalismo nos anos 1980, Leila Cordeiro e Eliakim Araújo trocaram Brasil por EUA

Leila Cordeiro e Eliakim Araújo
Casal 20 do jornalismo brasileiro antes de William Bonner e Fátima Bernardes, Eliakim Araújo (1941-2016) e Leila Cordeiro estiveram entre os principais rostos da Globo na década de 1980: ele apresentou o Jornal da Globo de 1983 a 1989; ela, entre 1986 e 1989. Leila também comandou o Jornal Hoje, em uma bancada feminina com Márcia Peltier; já Araújo foi o rosto da Diretas Já na Globo, ancorando o comício diretamente da Candelária, no Rio. Os dois trocaram a emissora pela Manchete e depois, foram para o SBT, até optarem por uma vida nos Estados Unidos.

O Memória Globo não se esqueceu de outros casais de seu telejornalismo, como Carla Vilhena e Chico Pinheiro, Sandra Annenberg e Ernesto Paglia.

Outro lado
Procurada, a Globo disse, por meio de sua assessoria, que "o site do Memória Globo está em constante construção, sempre se renovando. Regularmente, novas informações entram no site. Além desses perfis, não constam muitos outros, que trabalharam e trabalham até hoje na Globo. E mesmo sem perfis específicos, é possível encontrar conteúdo _foto, citação, trabalhos dos quais fizeram parte_ sobre estas personalidades", informou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook