Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DARLAN CUNHA

Ator de Cidade dos Homens recusa novelas e investe em hambúrguer

Rodrigo Anjos/Notícias da TV

O ator Darlan Cunha na zona norte do Rio, onde fica a hamburgueria da qual é sócio - Rodrigo Anjos/Notícias da TV

O ator Darlan Cunha na zona norte do Rio, onde fica a hamburgueria da qual é sócio

FERNANDA LOPES

Publicado em 11/10/2016 - 5h53

Revelado em Cidade dos Homens (2002-2005), Darlan Cunha, o Laranjinha, está há seis anos sem trabalhar na TV, desde a novela Tempos Modernos. Aos 28 anos, ele volta à Globo em janeiro, ao lado de Douglas Silva, 27, o Acerola, na continuação da série sobre os perrengues de dois garotos em um morro do Rio de Janeiro. As gravações dos quatro episódios de Cidade dos Homens - O Retorno começaram ontem (10). No período em que ficou fora do ar, o ator recusou pequenas participações em novelas, como A Regra do Jogo (2015), e diversificou seu trabalho: hoje é sócio de uma hamburgueria delivery na zona norte do Rio.

"Tenho vontade de fazer TV, trabalho é trabalho. Recebi alguns convites que não me interessaram muito. Não sei, acho que era uma questão de sentir que estava vindo algo melhor. E aí apareceu [a nova versão de] Cidade dos Homens. A hamburgueria é uma parceria que tenho com alguns amigos. Eu viajo muito para São Paulo, como vários hambúrgueres lá, sempre gostei, é meu prato preferido. E aí um amigo tinha uma receita, outro amigo tinha um bar, eu tive a ideia. A gente resolveu montar a hamburgueria e eu divulgo", explica.

Ao lado dos amigos, Cunha está ainda no início do negócio da Rock Burger Beer, localizada na região de Sampaio, zona norte do Rio. O grupo pretende reformar em breve a cozinha onde os pedidos são preparados. Ainda não há um restaurante com salão, e todos os hambúrgueres são entregues por motoboys que circulam por vários bairros da zona norte da cidade.

Cunha não participa da preparação dos alimentos, mas usa sua imagem e a fama que ganhou em Cdade dos Homens para ajudar na propaganda do empreendimento nas redes sociais.

Reprodução/Instagram

Reencontro de Darlan Cunha e Douglas Silva em 2016

Cidade dos Homens - Retorno

A nova versão de Cidade dos Homens mostrará Acerola (Douglas Silva) e Laranjinha (Cunha) 12 anos mais velho e com filhos. Serão quatro episódios, dos quais três quase todos de flashbacks da produção da década passada. No último, Laranjinha enfrentará um drama: seu filho precisará de um transplante. Cunha e Silva contam que mantiveram contato distante desde que a série terminou na década passada. Agora, por causa das preparações e gravações da série, se reencontram todo dia.

Os dois já tiveram outra oportunidade de trabalhar juntos. Em 2012, Regina Casé os convidou para integrarem o elenco do Esquenta, mas só Silva aceitou. "O Esquenta nunca foi do meu interesse. [O convite] Não me atraiu pelo formato do programa, e resolvi não participar. Eu busco [trabalhar com] interpretação, e no Esquenta eu não teria que interpretar um personagem, teria que ser eu, sambando, dançando", afirma Cunha.

Silva, por sua vez, continua no elenco do Esquenta até hoje. Ele também partiu para outros rumos na carreira. Desde 2012, é vocalista e percussionista do grupo de pagode Soul Mais Samba, que atualmente é sua principal atividade.

"Eu estava com um projeto de trabalhar com música, e o Soul Mais Samba era um grupo que já existia. Eu sempre ia nas resenhas que eles faziam lá na Barra da Tijuca. Me encantei com o grupo e perguntei se poderia participar. Deixaram na boa. Hoje faço todos os shows", conta.

Renato Rocha Miranda/Globo

Douglas Silva e Darlan Cunha durante as gravações da série Cidade dos Homens em 2004

Eternos Laranjinha e Acerola

Mesmo após 11 anos do último episódio de Cidade dos Homens, Silva e Cunha não conseguem se desvencilhar da fama que ganharam com Laranjinha e Acerola, dois adolescentes que viviam a realidade de uma favela carioca. Mas eles não se incomodam com os apelidos.

"É um trabalho que foi lindo e marcante. Na rua, não adianta eu falar que [meu nome] é Douglas. É Acerola, foi o que marcou. Acho até maneiro ter um apelido", brinca Silva. "Eu vejo como um privilégio. Há vários atores que não têm nem um personagem que tenha ficado marcado. Não viraram ícone, não são aclamados pelo público, não têm a história que Cidade dos Homens tem. Me sinto muito lisonjeado de ter participado, de ter sido presenteado com esse personagem", completa Cunha.

A série deu origem a um filme, também chamado de Cidade dos Homens (2007). Douglas Silva admite que sente saudades de trabalhar como ator, principalmente em longas-metragens. "Cinema é a minha praia. Acho que no cinema o ator se exige mais, tem aquele desafio", comenta.

Já Darlan Cunha prefere investir no teatro. Nos últimos anos, ele viajou para várias cidades com as peças Hora Amarela (2015) e Bronca de Quê? (2016). Agora que se reencontrou com Silva, planeja um espetáculo estrelado pelos dois.

"Eu e Douglas estávamos conversando de fazer uma peça juntos. A gente está com planos de escrever um texto ou comprar um texto e adaptá-lo. Vou começar a desenvolver com ele, acho que é um desafio para os dois. A gente quer tocar essa ideia para frente", revela.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Prêmio NTV Melhores do ano

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas